Antes de tocar em Delmiro, Banda Magníficos passou por constragimento em Paulo Afonso

ed

Uma das maiores bandas de forró de todos os tempos quase teve seu nome envolvido nos noticiários policiais deste sábado (15). Se trata da Banda Magnificos, formada pelos cantores: Sâmya Maia, Gui Torres e Neto Fallaschi.

 

Antes do show na cidade de Delmiro Gouveia – AL, a banda se hospedou em uma das pousadas da cidade de Paulo Afonso – BA.

 

A banda foi contratada por um empresário chamado Jean, o mesmo fez reserva da banda forrozeira na pousada pauloafonsina.

 

Logo, quando a banda foi sair para o show a gerente do estabelecimento foi cobrar a conta, que para a banda já deveria estar paga pelo contratante, Jean.

 

Sem conseguir manter contato com o contratante, a polícia militar foi acionada ao local e só depois de um acordo a banda foi liberada a fazer o show, prometendo pagar a conta depois que recebesse o pagamento do empresário.

Moradores de Olho D’água e Piranhas liberam rodovia, após acordo com a CASAL

Manifestação durou cerca de 10 horas, os representantes da Casal que vieram de Maceió marcaram uma reunião para essa sexta-feira (13).

Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89
Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89

Após 10 horas de manifestação os moradores de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas que reivindicavam melhorias no abastecimento de água nas duas cidades, liberaram o tráfego na rodovia AL-220, após uma conversa com representantes da Companhia de Saneamento Básico (CASAL) que vieram da capital Maceió.

 

Os moradores só liberaram a rodovia mediante acordo estabelecido com a diretoria estadual da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL) que, diante do impasse, prometeu ouvir as reivindicações a fim de que possa solucionar o problema na manhã desta sexta-feira (13) na Unidade do Sertão em Delmiro Gouveia.

 

A manifestação foi pacifica e não houve nenhum registro policial, após a liberação da rodovia centenas de carros que formaram uma fila de quase 15 quilômetros seguiram viagem.

População de duas cidades interdita AL-220 para reivindicar melhorias no abastecimento de água

Os moradores de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas, estão sem água potável há mais de 60 dias.

20141113_081532
Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89

Moradores de duas cidades do sertão alagoano que estão sem água potável há mais de dois meses resolveram na manhã desta quinta-feira (13), por volta das 5h, interditar o tráfego de veículos na rodovia estadual AL-220. A paralisação acontece nos municípios de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas.

 

De acordo com o morador José Cleberson de Oliveira do Distrito Piau, o abastecimento de água potável naquele lugar está paralisado há mais de 60 dias, porém mesmo assim os talões da conta da água estão chegando. O morador ainda relatou “que para não morrer de sede chegou a pagar 150 reais em um caminhão pipa para abastecer a sua residência’’.

 

Já em Olho D’água do Casado a situação também não é diferente, o radialista Fábio Silva falou com exclusividade ao portal Radar 89 que os casadenses já não suporta mais a falta da água fornecida pela Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL). Inclusive, Fábio informou a nossa reportagem que a equipe de abastecimento ao saber que hoje seria realizada uma manifestação na rodovia resolveu liberar água limpa, entretanto estava com mau cheiro, Fábio ainda contou que ontem ao ir tomar banho acabou desistindo ao perceber que a água estava com o cheiro terrível.

 

Vários carros estão parados nos dois pontos em que acontecem as manifestações, a paralisação já chega a mais de 10 quilômetros nos dois sentidos, os manifestantes apenas liberaram o bloqueio para ambulâncias.

 

Em Olho D’água do Casado duas guarnições do Exército Brasileiro foram impedidas pelos manifestantes a seguirem viagem que estava com destino Delmiro Gouveia/Maceió, com o isso os militares terão que seguirem destino por outro local ou aguardarem o fim das manifestações.

 

Os moradores só liberarão a rodovia com a presença de representantes da (CASAL) vindo de Maceió, Ministério Público e Procon para regularizar da situação.

 

 

MAIS INFORMAÇÕES A QUALQUER MOMENTO.

 

 

Documento do TCU aponta sobrepreço nas obras do Canal do Sertão

Irregularidades apontam também fiscalização deficiente ou omissa e gestão temerária de empreendimento

thumb
asessoria

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu nesta quarta-feira (12), um relatório elaborado pelo Tribunal de Contas da União que consolida 102 fiscalizações realizadas em obras públicas em 2014. Entre os empreendimentos que apresentaram irregularidades está o Canal do Sertão.

 

As auditorias abrangeram R$12,38 bilhões de dotações orçamentárias e no total foram encontradas 840 irregularidades identificadas como irregularidade grave com recomendação de paralisação (IG-P) e indícios de irregularidade grave com retenção parcial de valores (IG-R).

A vistoria efetuada em 22 de março de 2013 aponta que as obras do Canal do Sertão contém erros direcionados à deficiências ou desatualizações no projeto básico ou executivo, atrasos que podem comprometer o prazo de entrega do empreendimento, fiscalização deficiente ou omissa, quantitativos inadequados na planilha orçamentária e gestão temerária de empreendimento.

Nas obras em Alagoas os avaliadores elencaram uma série de indícios de irregularidade grave com retenção parcial de valores (IG-R). Segundo o documento do TCU o percentual executado do Canal do Sertão, cujo valor estimado é de R$ 2.334.798.260,59,  era à época de 46%.

No sub item do documento denominado como Objeto 1, referente às Obras do Canal de Adução do Sistema Integrado de Aproveitamento dos Recursos Hídricos para o Sertão Alagoano, trecho do Km 0 ao Km 45, cujo valor é de Valor: R$ 179.924.365,81 (Data base: 31/10/2005) foram achados indícios de sobrepreço decorrente de inconsistências no Contrato, superfaturamento decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos), superfaturamento decorrente de BDI excessivo, sobrepreço decorrente de BDI excessivo, superfaturamento decorrente de inconsistências no Contrato, sobrepreço decorrente de jogo de planilha e sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos).

Outro ponto do levantamento de dados dao TCU revela que as Obras e Serviços de Execução do Canal Adutor do Sertão Alagoano, no trecho compreendido entre os Km 45 e Km 64,7; Sistema e Instalações Elétricas e de Bombeamento relativos à Estação Elevatória do sistema de Adução do Canal e Implantação dos Perímetros de Irrigação Pariconha I e Pariconha II, com valor de  R$ 242.649.866,05, foram encontradas irregularidades como sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos) e sobrepreço decorrente de BDI excessivo.

O documento foi entregue pelo presidente do TCU, ministro Augusto Nardes e pelo ministro Bruno Dantas.

Além do Canal do Sertão, as outras obras onde o TCU detectou indícios de irregularidades grave com retenção parcial de valores são a Refinaria Abreu e Lima (Pernambuco), o Terminal Fluvial de Barcelos (AM),  os Trens Urbanos de Fortaleza/CE e a Ferrovia Norte-Sul (GO).

Moradores do Distrito Lagoinha dizem está abandonados devido às péssimas condições

Os moradores reivindicam melhorias na quadra de esporte, no abastecimento de água e luz do lugarejo.

Edição: Radar 89 / Crédito: Ítallo Timóteo
Edição: Radar 89 / Crédito: Ítallo Timóteo

Moradores do Distrito Lagoinha, zona rural de Delmiro Gouveia, indignados com as condições do lugarejo decidiram procurar a reportagem do portal Radar 89 para fazerem várias denúncias a respeito da iluminação pública, falta de água e das péssimas condições na quadra de esporte daquele lugar.

 

A nossa reportagem esteve no local e viu de perto as más condições principalmente da quadra de esporte do Distrito Lagoinha, o alambrado que é utilizado como proteção é a principal preocupação dos usuários, pois a qualquer momento os desportistas podem acabarem sendo perfurados pelos arames enferrujados.

 

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

 

Além do alambrado está destruído, a quadra de esporte não contém iluminação e durante a noite funciona como local para os usuários de drogas, podendo trazer riscos aos alunos de uma escola municipal que fica ao lado da quadra.

 

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

 

Os moradores aproveitaram também para reclamar das condições do mal abastecimento de água naquele local, outro morador relatou que todos os dias entre, às 16h e 17h falta energia no lugarejo.

 

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

 

 

Para a surpresa da reportagem do portal Radar 89 ao andar por algumas ruas do Distrito Lagoinha percebemos que algumas lâmpadas de vários postes estavam acesas em plena luz do dia o que segundo um morador é normal. Para finalizar as denuncias nossa reportagem flagrou também um vazamento de água na estrada que dá acesso ao distrito.

 

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

 

Nossa reportagem entrou em contato com uma equipe da Eletrobrás e da Casal e a assessoria dos dois órgãos informaram que os problemas serão solucionados o mais rápido possível.

 

Quanto às denuncias feitas a quadra de esportes daquele lugar, nossa reportagem entrou em contato via telefone com o secretário de obras Elias Guilherme e seu celular estava desligado.

 

Aderval Tenório chama de ‘mensaleiro’ jornalista que o criticou por repudiar ação de Lula Cabeleira

adPara Aderval Tenório, o pseudo jornalista que se apresentou em defesa do gestor público municipal de Delmiro Gouveia já é um velho conhecido da politica no Estado de Alagoas, mas, para o exercício da profissão e da defesa de suas colocações têm que agir dentro dos princípios que norteiam os fatos verdadeiros para torná-los públicos, como faz os verdadeiros jornalistas de carreira deste País.

 

Repudiei a postura do governo municipal por ser contrária a todos os princípios democráticos, mas, se o jornalista de plantão mensaleiro colocou em dúvida os fatos do repúdio não há problema em demonstrar a verdadeira situação financeira de Delmiro Gouveia.

 

Primeiro no próprio portal da transparência publicado neste respeitável blog já se comprova a farra com o dinheiro público, através do contrato firmado sob nº 11/2014 com início de vigência em data de 09/06/2014 e termo final com data de 31/12/2014, no valor de R$ 301.500,00 (trezentos e um mil e quinhentos reais), para prestação de assessoria jurídica em ÁREAS DE DIREITO ADMINISTRATIVO, CONSTITUCIONAL, ELABORAÇÃO LEGISLATIVA E CONTENCIOSO EM GERAL EM TODAS AS INSTÂNCIAS.

 

Note-se que, a aludida contratação se deu por INEXIGIBILIDADE Nº 11/2014. Ora, não enxergamos no aludido contrato devidamente assinado que o mesmo esteja dentro dos padrões da Lei nº 8.666/93, pois, seu objeto não é de singularidade e notória especialidade.

 

Vejam que, o Estado de Alagoas há inúmeros juristas gabaritados em direito administrativo e constitucional que não podem ficar a margem de participar do processo licitatório, procedimento este de escorreita legalidade para uma contratação desse porte, além, de configurar que a Procuradoria Jurídica do Município não tem capacidade para defender os interesses do ente municipal. É um verdadeiro absurdo, que desborda no ralo do dinheiro público com pagamentos mensais na ordem de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

 

Também, o jornalista esqueceu-se de ativar a memória e falar aos delmirenses sobre o acordo de R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil reais), firmado entre Bulhões & Bulhões Advocacia e a Prefeitura de Delmiro Gouveia, isto no ano de 2011. O Portal da Transparência da Prefeitura omitiu a sua publicação, para o devido conhecimento da população.

 

Mas, o fato é verdadeiro e o Sr. Jornalista tem total conhecimento desses fatos razão porque é necessário fazer publicar o acordo, repita-se, firmado e pago como se vê:

 

Gabarito oficial do Enem está disponível na página do Inep

gabarito-enem-2012O gabarito do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já está disponível na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O resultado final do exame será divulgado apenas em janeiro.

 

Mesmo com o gabarito em mãos os candidatos não conseguirão saber a nota que tiraram, porque o sistema de correção do Enem usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), ou seja, o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, um item que teve grande número de acertos será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

 

O Enem foi aplicado no último final de semana a mais de 6,2 milhões de estudantes em 1,7 mil cidades em todo o país. No primeiro dia (8), eles responderam a questões de ciências e de ciências da natureza. No segundo dia (9), foram questões de linguagens, códigos e matemática.

IMA participa de fiscalização em cidades da bacia hidrográfica do Rio São Francisco

Ação coordenada pelo Ministério Público, conta com a colaboração 23 órgãos estaduais.

 

(Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)
(Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) participa durante esta semana da segunda etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). Além dos IMA, outros 22 órgãos fazem parte da ação comandada pelo Ministério Público Estadual (MPE). As vistorias acontecem em seis cidades da bacia hidrográfica do Rio São Francisco.

 

O objetivo da fiscalização é diagnosticar os danos ambientais e adotar medidas preventivas de agentes causadores de degradações ao meio ambiente, na região onde o “Velho Chico” tem alguma influência.

 

A primeira etapa da FPI aconteceu no mês de maio e teve a cidade de Penedo como sede dos trabalhos. Desta vez, Arapiraca sedia as ações desenvolvidas por sete equipes. Todas as autuações, intimações e notificações são decididas em conjunto pelos representantes dos órgãos integrantes das equipes, que determinam a penalidade de acordo com o tipo de crime encontrado.

Alagoas é o segundo estado com maior roubo de veículos

Pesquisa é realizada pelo anuário Brasileiro de Segurança Pública; Amazonas é o primeiro no ranking

f3ae43dab4d7b2cf81f40518e14f10eeAlagoas é o segundo estado brasileiro com maior número de veículos roubados, conforme dados do anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o anuário, 522 veículos são roubados a cada 100 mil habitantes. Em 2013, no Brasil, foi registrado o roubo de quase 229 mil veículos, uma média de 26 veículos roubados a cada hora.

 

No ranking, o Amazonas ocupa a primeira posição, com 555 veículos roubados, Alagoas em segundo, com 522; o Rio de Janeiro com 503, a Bahia com 413 e São Paulo com 402 veículos roubados..

 

Um homem, vitima de assalto em Maceió diz que, ao ser roubado, a sensação  que teve é a de impotência. “Uma sensação de impotência, você não ter o que fazer, você ver o bem que você sua tanto, trabalha tanto para ter, uma pessoa levar assim em menos de dois minutos”, diz o homem.

 

Para o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, na maioria dos casos, o carro que some das ruas é desmanchado e abastece o mercado clandestino de peças usadas.

 

“Nós temos que atuar muito forte no enfrentamento da receptação enquanto crime. O crime de receptação é um crime que precisa de alguma forma ter a atenção não só das polícias, mas do Ministério Público, do Judiciário e, sobretudo, do Congresso”, afirma o vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Renato Sérgio de Lima.

 

A Secretaria de Defesa Social de Alagoas e a Polícia Civil do Amazonas declararam que intensificaram as investigações sobre quadrilhas de roubos de veículos.

Moradores reclamam da falta de gestão do prefeito de Piranhas

A população reivindica melhorias na limpeza nas ruas, praças e até mesmo nos ginásios de esportes, além da falta de iluminação e de organização na orla.

catsMoradores da cidade de Piranhas sertão alagoano procuraram a reportagem do portal Radar 89 para denunciar a falta de governo naquele município, os moradores reivindicam melhorias na limpeza  nas ruas, praças e até mesmo nos ginásios de esportes, além da falta de iluminação e de organização na orla.

 

A moradora Simone Rodrigues Oliveira chegou a publicar em seu perfil no Facebook a seguinte reclamação: “A ‪#‎Orla de Piranhas, ta totalmente abandonada, falta limpeza, falta iluminação, e manutenção, enquanto isso a prefeitura joga a responsabilidade para o IPHAN, o mesmo joga para a prefeitura. E enquanto isso fica essa cena pra receber os turistas. Senhores vereadores,vamos fazer algo,vamos fazer valer’ exibindo algumas imagens do que ele se referia.

 

print simone rodrigues
Divulgação

 

Já o morador Thiago Nunes usou também as redes sociais para se manifestar sobre as condições precária naquela cidade, Thiago postou a seguinte reclamação: ‘PIRANHAS, CIDADE FANTASMA, Ginásio de esportes do Distrito Piau segue abandonado e sujo, sendo caso até de intervenção da vigilância sanitária pra interditar esse ginásio.

 

Olhem as ruas de Piranhas como estão limpas…que beleza a gestão do Prefeito Dante e que maravilha a fiscalização dos vereadores de Piranhas….quando eu chamo de omissos aí acham ruim e ligam ameaçando de morte e vao pra justiça me processar’.

 

Divulgação
Divulgação

 

CONFIRA AS FOTOS: