STTR de Delmiro Gouveia realiza reunião com agricultores

DSCF1780O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Delmiro Gouveia realizou na manhã desta terça-feira (18), em sua sede uma reunião com os agricultores para esclarecer os benefícios que os trabalhadores têm direito, a reunião foi coordenada pelo Presidente Zedequias e sua equipe.

 

O presidente frisou a importância dos agricultores pagar as mensalidades em dias e os benefícios que têm que são: Aposentadoria por idade, salário materno, auxílio doença, pensão por morte e o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

 

Cerca de cinquenta agricultores participaram da reunião que durou cerca de uma hora e meia.

 

 

 

Ivete Sangalo grava roteiro em Piranhas e é flagrada em Delmiro Gouveia

Antes de chegar até Piranhas, Ivete Sangalo foi vista pela reportagem do Portal Radar 89 na cidade de Delmiro Gouveia, no pátio do posto Aline Shell, próximo ao Campus do Sertão.

10799740_821238881261512_992180592_n

A rainha do axé como é conhecida “Ivete Sangalo” esteve na tarde desta quarta-feira (19), na cidade de Piranhas gravando uma entrevista que será exibida no programa do Faustão nos próximos dias.

 

 

Antes de chegar a Piranhas, Ivete Sangalo foi vista pela reportagem do Portal Radar 89 na cidade de Delmiro Gouveia, no pátio do posto Aline Shell, nossa reportagem tentou um contato com ela, mas foi impedida pelos seus seguranças.

 

 

“Veveta” como é chamada carinhosamente pelos fãs esteve gravando um roteiro falando sobre os pontos turísticos que descrevem a parte da história do cangaço, como também irá falar sobre as rendeiras, tanto é que cantora utilizou na gravação, um vestido de renda.

 

Por volta das 19h52 desta quarta-feira, a cantora publicou em seu perfil oficial  do “instagram” uma foto nas águas do Rio São Francisco com a seguinte legenda: ‘Eu e ele, o velho chico’. Confira foto abaixo.

 

10799478_821364004582333_1057562860_n

 

 

 

 

 

 

 

Atualizada às 19:38

 

 

 

Casal trabalha para regularizar abastecimento no Sertão

Companhia prevê que normalização dos sistemas somente ocorrerá nesta quarta-feira.

adutora_casalTécnicos da Unidade de Negócio Bacia Leiteira, da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), estão trabalhando para consertar equipamentos da estação elevatória nº 01, no município de Pão de Açúcar, que apresentaram defeito elétrico.

 

Em função disso, o sistema está paralisado, o que afeta o abastecimento de água das cidades de Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Carneiros, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Jaramataia, Senador Rui Palmeira, Major Isidoro, Maravilha, Monteirópolis, Olho d’Água das Flores, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Poço das Trincheiras, Santana do Ipanema, São José da Tapera e zonas rurais de Jacaré dos Homens e de Pão de Açúcar.

 

Segundo a gerência da unidade, o serviço deve ser concluído no final da tarde desta terça-feira (18), quando o bombeamento será retomado.

 

Porém, a plena normalização do sistema somente ocorrerá nesta quarta-feira (19).

 

Passo de Camaragibe

 

A cidade também está com deficiência no fornecimento de água. O motivo é a paralisação de um conjunto motobomba da Estação de Captação de Água Bruta do município, que apresentou defeito eletromecânico. Técnicos da Unidade de Negócio Leste, da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), estão realizando o conserto do equipamento e a previsão é de que o serviço seja concluído no final da tarde desta terça-feira (18), quando o sistema volta a operar normalmente.

Aluna do Colégio Sete de Setembro conquista medalha na Olimpíada de Astronomia e Astronáutica

cert gOs alunos do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental do Colégio Sete de Setembro participaram no início do 1º semestre deste ano da XVII OBA, a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, evento organizado pela Sociedade Astronômica e a Agência Espacial Brasileira.

 

Realizada desde 1998, a OBA reúne estudantes de escolas das redes pública e particular de todo o país, dando a oportunidade para que crianças e jovens aprendam mais sobre ciência de uma maneira divertida.

 

Recentemente, milhares de medalhas foram distribuídas pelo Brasil em reconhecimento dos melhores resultados, e entre esses destaques esteve o Colégio Sete de Setembro, que conquistou a medalha de bronze com a aluna Geovana Maia do Amaral.

 

A estudante do 3º ano B (matutino) exibiu com felicidade a premiação e seu certificado de participação, enchendo de orgulho seus familiares, amigos e professores, em especial Sônia Maia, que incentivou e acreditou no potencial de cada aluno que participou da OBA.

Motoristas de vans bloqueiam trechos da AL-220 no Sertão Alagoano

O bloqueio acontece nas seguintes cidades: Pão de Açúcar, Olho d´água das Flores, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Palestina, Jaramataia, Delmiro Gouveia e Olho d’água do Casado.

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

Um protesto dos motoristas ligados a Cooperativa de Transporte Complementar Intermunicipal de Passageiros de Alagoas (Coopervan), bloqueou oito trechos da AL-220, sertão de Alagoas, na manhã desta segunda-feira (17).

 

De acordo com Marcondes Prudente, presidente da Coopervan, os trechos dos seguintes municípios foram bloqueados: Pão de Açúcar, Olho d´água das Flores, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Palestina, Jaramataia, Delmiro Gouveia e Olho d’água do Casado.

 

O protesto, que recebe adesão de 20 associações da cooperativa, está sendo acompanhado por agentes do 7º Batalhão de Polícia Militar de Santana do Ipanema.

 

Membros e motoristas da Coopervan cobram, dentre outras medidas, o cumprimento integral do processo licitatório dos anos de 2012 e 2013 instituídos pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), bem como a diminuição do valor dos guinchos cobrados pela agência e uniformização dos servidores da entidade por meio da realização de concursos públicos.

 

Por causa do bloqueio, apenas veículos de passeio e ambulâncias estão sendo liberadas para trafegar livremente na rodovia.

 

Uma reunião com o diretor da Arsal, Waldo Wanderley, juntamente com membros das associações da Coopervan vai ser realizada na tarde de hoje (17) na sede do prédio da agência, localizado no Centro de Maceió.

 

“Esperamos que o estado use o bom senso e não prejudique a categoria. Cobramos, principalmente, diálogo. Pretendemos, antes de tudo, fazer um acordo consistente e realizar negociações positivas com o próximo governo”, encerrou. Marcondes Prutende.

 

Queda de receitas faz prefeito decidir em não realizar o Inhapi Fest este ano

Zé Cícero esclarece que custo com a festa iria comprometer a continuidade das obras e o pagamento em dia dos servidores.

81dd013f4aa67096ab2b2fc456a4b3e4Durante a manhã deste sábado (15), o prefeito de Inhapi, Zé Cícero (PT), se reuniu com a equipe do comitê gestor, a qual tinha solicitado estudo de impacto econômico no município, e após explicação técnica, o gestou constatou que a realização da festa, programada para Dezembro, poderia comprometer os pagamentos dos servidores e o andamento das obras, já que é de conhecimento nacional a grande crise finaneceira que assola as cidades brasileiras.

 

“Não podemos fazer uma festa nesse momento, seria perigoso comemorar e depois ter que chorar com as consequências causadas pelos impactos financeiros à cidade. Jamais iria fazer uma festa, sabendo que isso poderia colocar em risco os pagamentos em dia dos servidores. Prefiro não fazer a festa que atrasar salários.” Disse.

 

Inhapi vive hoje uma realidade diferente, executando serviços com o compromisso de melhorar a qualidade de vida na cidade. Obras de calçamento em todos os cantos da cidade, reforma do Ginásio de Esportes, Ampliação da UBS do povoado Promissão, Construção de um Ginásio Poliesportivo, combate à seca, com o abastecimento de mais de 3,5 milhões de litros de água mensal, através de carros pipas; além da construção de 1.170 cisternas, em parceria com o Governo do Estado.

 

Afinal, a cidade já está vivendo uma festa diária, sobrevivendo com sucesso a toda essa crise que assola os municípios. Inhapi é um dos poucos municípios que ainda não atrasou e nem demitiu ninguém, mesmo com a crise. Sendo que muitos outros município já demitiram e estão alegando até estado de calamidade, devido à situação financeira.

 

Relação de motivos apontados pelo prefeito:

 

Queda do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

 

ISS (Imposto Sobre Serviço) da OAS também reduziu drasticamente por conta do final das obras do canal do sertão.

 

Toda reserva do ano passado para este foi ultilizada para pagamento de débitos deixados pelo ex-prefeito Bel.

 

Foram pagos em dezembro/2012, décimo terceiro salário/2012 e terço de férias/2012 de todos os funcionários. E ainda foi pago tudo que restava dos agentes de saúde em ação judicial contra a gestão passada.

 

Efeitos da estiagem prolongada, demandando muitas despesas como: contratação de carros-pipas para levar mais de 3,5 milhões de litros de água por mês pra população inhapiense, apoio na aquisição e no transporte de ração para animais, máquinas destinadas à limpeza das barragens pra esperar a chuva, limpeza das fontes de minação para ter água para o consumo animal em todo o município.

Antes de tocar em Delmiro, Banda Magníficos passou por constragimento em Paulo Afonso

ed

Uma das maiores bandas de forró de todos os tempos quase teve seu nome envolvido nos noticiários policiais deste sábado (15). Se trata da Banda Magnificos, formada pelos cantores: Sâmya Maia, Gui Torres e Neto Fallaschi.

 

Antes do show na cidade de Delmiro Gouveia – AL, a banda se hospedou em uma das pousadas da cidade de Paulo Afonso – BA.

 

A banda foi contratada por um empresário chamado Jean, o mesmo fez reserva da banda forrozeira na pousada pauloafonsina.

 

Logo, quando a banda foi sair para o show a gerente do estabelecimento foi cobrar a conta, que para a banda já deveria estar paga pelo contratante, Jean.

 

Sem conseguir manter contato com o contratante, a polícia militar foi acionada ao local e só depois de um acordo a banda foi liberada a fazer o show, prometendo pagar a conta depois que recebesse o pagamento do empresário.

Moradores de Olho D’água e Piranhas liberam rodovia, após acordo com a CASAL

Manifestação durou cerca de 10 horas, os representantes da Casal que vieram de Maceió marcaram uma reunião para essa sexta-feira (13).

Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89
Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89

Após 10 horas de manifestação os moradores de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas que reivindicavam melhorias no abastecimento de água nas duas cidades, liberaram o tráfego na rodovia AL-220, após uma conversa com representantes da Companhia de Saneamento Básico (CASAL) que vieram da capital Maceió.

 

Os moradores só liberaram a rodovia mediante acordo estabelecido com a diretoria estadual da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL) que, diante do impasse, prometeu ouvir as reivindicações a fim de que possa solucionar o problema na manhã desta sexta-feira (13) na Unidade do Sertão em Delmiro Gouveia.

 

A manifestação foi pacifica e não houve nenhum registro policial, após a liberação da rodovia centenas de carros que formaram uma fila de quase 15 quilômetros seguiram viagem.

População de duas cidades interdita AL-220 para reivindicar melhorias no abastecimento de água

Os moradores de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas, estão sem água potável há mais de 60 dias.

20141113_081532
Crédito: Ítallo Timóteo / Radar 89

Moradores de duas cidades do sertão alagoano que estão sem água potável há mais de dois meses resolveram na manhã desta quinta-feira (13), por volta das 5h, interditar o tráfego de veículos na rodovia estadual AL-220. A paralisação acontece nos municípios de Olho D’água do Casado e Distrito Piau, zona rural de Piranhas.

 

De acordo com o morador José Cleberson de Oliveira do Distrito Piau, o abastecimento de água potável naquele lugar está paralisado há mais de 60 dias, porém mesmo assim os talões da conta da água estão chegando. O morador ainda relatou “que para não morrer de sede chegou a pagar 150 reais em um caminhão pipa para abastecer a sua residência’’.

 

Já em Olho D’água do Casado a situação também não é diferente, o radialista Fábio Silva falou com exclusividade ao portal Radar 89 que os casadenses já não suporta mais a falta da água fornecida pela Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL). Inclusive, Fábio informou a nossa reportagem que a equipe de abastecimento ao saber que hoje seria realizada uma manifestação na rodovia resolveu liberar água limpa, entretanto estava com mau cheiro, Fábio ainda contou que ontem ao ir tomar banho acabou desistindo ao perceber que a água estava com o cheiro terrível.

 

Vários carros estão parados nos dois pontos em que acontecem as manifestações, a paralisação já chega a mais de 10 quilômetros nos dois sentidos, os manifestantes apenas liberaram o bloqueio para ambulâncias.

 

Em Olho D’água do Casado duas guarnições do Exército Brasileiro foram impedidas pelos manifestantes a seguirem viagem que estava com destino Delmiro Gouveia/Maceió, com o isso os militares terão que seguirem destino por outro local ou aguardarem o fim das manifestações.

 

Os moradores só liberarão a rodovia com a presença de representantes da (CASAL) vindo de Maceió, Ministério Público e Procon para regularizar da situação.

 

 

MAIS INFORMAÇÕES A QUALQUER MOMENTO.

 

 

Documento do TCU aponta sobrepreço nas obras do Canal do Sertão

Irregularidades apontam também fiscalização deficiente ou omissa e gestão temerária de empreendimento

thumb
asessoria

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu nesta quarta-feira (12), um relatório elaborado pelo Tribunal de Contas da União que consolida 102 fiscalizações realizadas em obras públicas em 2014. Entre os empreendimentos que apresentaram irregularidades está o Canal do Sertão.

 

As auditorias abrangeram R$12,38 bilhões de dotações orçamentárias e no total foram encontradas 840 irregularidades identificadas como irregularidade grave com recomendação de paralisação (IG-P) e indícios de irregularidade grave com retenção parcial de valores (IG-R).

A vistoria efetuada em 22 de março de 2013 aponta que as obras do Canal do Sertão contém erros direcionados à deficiências ou desatualizações no projeto básico ou executivo, atrasos que podem comprometer o prazo de entrega do empreendimento, fiscalização deficiente ou omissa, quantitativos inadequados na planilha orçamentária e gestão temerária de empreendimento.

Nas obras em Alagoas os avaliadores elencaram uma série de indícios de irregularidade grave com retenção parcial de valores (IG-R). Segundo o documento do TCU o percentual executado do Canal do Sertão, cujo valor estimado é de R$ 2.334.798.260,59,  era à época de 46%.

No sub item do documento denominado como Objeto 1, referente às Obras do Canal de Adução do Sistema Integrado de Aproveitamento dos Recursos Hídricos para o Sertão Alagoano, trecho do Km 0 ao Km 45, cujo valor é de Valor: R$ 179.924.365,81 (Data base: 31/10/2005) foram achados indícios de sobrepreço decorrente de inconsistências no Contrato, superfaturamento decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos), superfaturamento decorrente de BDI excessivo, sobrepreço decorrente de BDI excessivo, superfaturamento decorrente de inconsistências no Contrato, sobrepreço decorrente de jogo de planilha e sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos).

Outro ponto do levantamento de dados dao TCU revela que as Obras e Serviços de Execução do Canal Adutor do Sertão Alagoano, no trecho compreendido entre os Km 45 e Km 64,7; Sistema e Instalações Elétricas e de Bombeamento relativos à Estação Elevatória do sistema de Adução do Canal e Implantação dos Perímetros de Irrigação Pariconha I e Pariconha II, com valor de  R$ 242.649.866,05, foram encontradas irregularidades como sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado (serviços, insumos e encargos) e sobrepreço decorrente de BDI excessivo.

O documento foi entregue pelo presidente do TCU, ministro Augusto Nardes e pelo ministro Bruno Dantas.

Além do Canal do Sertão, as outras obras onde o TCU detectou indícios de irregularidades grave com retenção parcial de valores são a Refinaria Abreu e Lima (Pernambuco), o Terminal Fluvial de Barcelos (AM),  os Trens Urbanos de Fortaleza/CE e a Ferrovia Norte-Sul (GO).