IMA participa de fiscalização em cidades da bacia hidrográfica do Rio São Francisco

Ação coordenada pelo Ministério Público, conta com a colaboração 23 órgãos estaduais.

 

(Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)
(Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) participa durante esta semana da segunda etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). Além dos IMA, outros 22 órgãos fazem parte da ação comandada pelo Ministério Público Estadual (MPE). As vistorias acontecem em seis cidades da bacia hidrográfica do Rio São Francisco.

 

O objetivo da fiscalização é diagnosticar os danos ambientais e adotar medidas preventivas de agentes causadores de degradações ao meio ambiente, na região onde o “Velho Chico” tem alguma influência.

 

A primeira etapa da FPI aconteceu no mês de maio e teve a cidade de Penedo como sede dos trabalhos. Desta vez, Arapiraca sedia as ações desenvolvidas por sete equipes. Todas as autuações, intimações e notificações são decididas em conjunto pelos representantes dos órgãos integrantes das equipes, que determinam a penalidade de acordo com o tipo de crime encontrado.

Alagoas é o segundo estado com maior roubo de veículos

Pesquisa é realizada pelo anuário Brasileiro de Segurança Pública; Amazonas é o primeiro no ranking

f3ae43dab4d7b2cf81f40518e14f10eeAlagoas é o segundo estado brasileiro com maior número de veículos roubados, conforme dados do anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o anuário, 522 veículos são roubados a cada 100 mil habitantes. Em 2013, no Brasil, foi registrado o roubo de quase 229 mil veículos, uma média de 26 veículos roubados a cada hora.

 

No ranking, o Amazonas ocupa a primeira posição, com 555 veículos roubados, Alagoas em segundo, com 522; o Rio de Janeiro com 503, a Bahia com 413 e São Paulo com 402 veículos roubados..

 

Um homem, vitima de assalto em Maceió diz que, ao ser roubado, a sensação  que teve é a de impotência. “Uma sensação de impotência, você não ter o que fazer, você ver o bem que você sua tanto, trabalha tanto para ter, uma pessoa levar assim em menos de dois minutos”, diz o homem.

 

Para o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, na maioria dos casos, o carro que some das ruas é desmanchado e abastece o mercado clandestino de peças usadas.

 

“Nós temos que atuar muito forte no enfrentamento da receptação enquanto crime. O crime de receptação é um crime que precisa de alguma forma ter a atenção não só das polícias, mas do Ministério Público, do Judiciário e, sobretudo, do Congresso”, afirma o vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Renato Sérgio de Lima.

 

A Secretaria de Defesa Social de Alagoas e a Polícia Civil do Amazonas declararam que intensificaram as investigações sobre quadrilhas de roubos de veículos.

Moradores reclamam da falta de gestão do prefeito de Piranhas

A população reivindica melhorias na limpeza nas ruas, praças e até mesmo nos ginásios de esportes, além da falta de iluminação e de organização na orla.

catsMoradores da cidade de Piranhas sertão alagoano procuraram a reportagem do portal Radar 89 para denunciar a falta de governo naquele município, os moradores reivindicam melhorias na limpeza  nas ruas, praças e até mesmo nos ginásios de esportes, além da falta de iluminação e de organização na orla.

 

A moradora Simone Rodrigues Oliveira chegou a publicar em seu perfil no Facebook a seguinte reclamação: “A ‪#‎Orla de Piranhas, ta totalmente abandonada, falta limpeza, falta iluminação, e manutenção, enquanto isso a prefeitura joga a responsabilidade para o IPHAN, o mesmo joga para a prefeitura. E enquanto isso fica essa cena pra receber os turistas. Senhores vereadores,vamos fazer algo,vamos fazer valer’ exibindo algumas imagens do que ele se referia.

 

print simone rodrigues
Divulgação

 

Já o morador Thiago Nunes usou também as redes sociais para se manifestar sobre as condições precária naquela cidade, Thiago postou a seguinte reclamação: ‘PIRANHAS, CIDADE FANTASMA, Ginásio de esportes do Distrito Piau segue abandonado e sujo, sendo caso até de intervenção da vigilância sanitária pra interditar esse ginásio.

 

Olhem as ruas de Piranhas como estão limpas…que beleza a gestão do Prefeito Dante e que maravilha a fiscalização dos vereadores de Piranhas….quando eu chamo de omissos aí acham ruim e ligam ameaçando de morte e vao pra justiça me processar’.

 

Divulgação
Divulgação

 

CONFIRA AS FOTOS: 

 

 

Preço do combustível sobe e delmirenses sentem impacto

Outros setores também podem passar por reajuste

aumento-diesel-gasolinaA Petrobras informou na última quinta-feira (6) o aumento do preço de venda nas refinarias da gasolina e do diesel. O novo valor começou a vigorar a partir da 0h de sexta-feira (7). A alta da gasolina nas refinarias foi de 3% e do diesel, de 5%.

 

A previsão era para que o aumento só chegasse ao consumidor a partir desta segunda-feira, 10, porém não foi isso que aconteceu em Delmiro Gouveia.

 

A cidade que já é conhecida por pagar uma das mais caras gasolinas da região, reforçou ainda mais esse quadro. Os condutores foram pegos de surpresa quando, já no início do fim de semana, sábado (08), foram abastecer. Tiveram que abastecer com os novos preços, valores já com reajuste.

 

O aumento varia em alguns postos. A gasolina que antes custava R$3,18 (litro), agora chega à casa dos R$3,29, aumento que margeia os 3,5%. Os delmirenses que fizerem uma pesquisa antes de abastecer, vão encontrar preços um pouco mais em conta.

 

O certo é que com o aumento do preço dos combustíveis, alguns serviços poderão também acompanhar essa alta e ficarem também mais caros. Já se prevê aumento nos preços das corridas dos taxistas, moto taxistas; transporte coletivo, passagens intermunicipais, interestaduais, entre outros.

 

É engano pensar que por não possuir nenhum meio de transporte o aumento não vai afetar o orçamento individual. É só uma questão de tempo para que mesmo de forma mínima e imperceptível o aumento apareça nas contas a serem pagas.

Jovem delmirense conhece estratégias para prevenção da violência na Argentina

Ronaldo Targino também levou experiências da Casa de Direitos de Alagoas como modelo do Brasil

09c05b84be326c37ebedee229542841dO superintendente de Promoção de Cultura de Paz Ronaldo Targino, da Secretaria de Estado da Promoção da Paz (Sepaz), participou esta semana de uma missão técnica à Argentina, onde foi conhecer as estratégias de prevenção da violência implantadas pelo governo em comunidades carentes de Buenos Aires e de outras cidades do país.

 

A missão também teve como objetivo a troca de experiências entre a Casa de Direitos de Alagoas, da qual Ronaldo Targino é o coordenador enquanto superintendente da Sepaz, e os Centros de Acesso à Justiça (CAJs), que são as estruturas disponibilizadas pelo governo daquele país com a mesma finalidade.

 

Além de Targino, a missão também contou com a presença do gestor da Casa de Direitos de Alagoas, Saulo Guimarães. O convite para os dois surgiu após a visita de técnicos do Ministério da Justiça da Argentina, que vieram conhecer a experiência da Casa de Direitos alagoana, localizada no bairro do Jacintinho, em Maceió, em agosto deste ano.

 

“A Casa de Direitos atua como Núcleo de Justiça Comunitária e Mediação de Conflitos, focando no fortalecimento da cidadania e envolvimento da comunidade para a prevenção social da violência”, enfatizou Ronaldo Targino, que vem se notabilizando como uma das novas lideranças de Delmiro Gouveia, no Sertão alagoano.

 

“De forma similar, os Centros de Acesso à Justiça (CAJs) atuam em diversas cidades da Argentina, ofertando quatro serviços chaves: assessoramento jurídico, mediação comunitária, assistência psicossocial e atenção a imigrantes. Essa troca de experiências tem como um dos focos a mediação comunitária de conflitos e o aperfeiçoamento dos serviços já ofertados pela Casa de Direitos”, ressaltou Targino.

 

A missão à Argentina conta com a parceria do Ministério da Justiça (MJ) do Brasil, que é parceiro na instalação da Casa de Direitos de Alagoas. Segundo Thiago Battaglini, da Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ/MJ), Brasil e Argentina possuem um memorando de entendimento para intercâmbio de boas práticas na área de prevenção da violência e mediação comunitária.

Aumento da gasolina deve chegar ao bolso do consumidor na segunda-feira

Para quem usa o carro como meio de transporte diário, o aumento no preço do combustível responderá por um gasto maior no final do mês

{f186cc7c-7743-4ea7-b42d-cb5f0d310616}_gasolinaO reajuste de 3% no preço da gasolina anunciado na noite de quinta-feira (06), pela Petrobras, não afetará o consumidor neste fim de semana. Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo, José Alberto Paiva Gouveia, a previsão é que somente na segunda-feira (10), quando os postos de gasolina começarem a demandar o produto com o preço reajustado nas refinarias, é que o novo valor deve chegar ao consumidor.

 

“Conforme os postos forem demandando o produto com valor já reajustado nas refinarias é que teremos um aumento para o consumidor final. Ainda assim, esse aumento de 3% está abaixo do que a Petrobras precisaria para repor suas dívidas, que seria de 7%. Quanto a dúvida se será mais proveitoso abastecer com etanol, precisamos, antes, verificar o aumento final da gasolina para o consumidor”, ressaltou Gouveia.

 

Ele destacou que o valor real do aumento dependerá do repasse cobrado pelas distribuidoras aos postos. “O aumento final da gasolina vai refletir o que for cobrado pelas distribuidoras, já que nos postos a gasolina tem um percentual de 25% de etanol, que até agora mantém o preço estável. Ou seja, se desconsiderarmos o preço da distribuição e considerarmos que a gasolina tem um percentual de etanol na mistura, o aumento nem chega aos 3% para o consumidor”.

 

Para quem usa o carro como meio de transporte diário, o aumento no preço do combustível responderá por um gasto maior no final do mês, ressalta a professora Cátia Andrade, que preferiu não esperar a segunda-feira para abastecer o seu automóvel. “Esse aumento certamente vai implicar um maior gasto no fim do mês, por isso que, logo que soube que iria aumentar, vim encher o tanque do carro”.

 

O mesmo raciocínio é compartilhado pelo servidor público Abdias Pontes Neto. “Eu dependo do carro para tudo e completo o tanque umas três ou quatro vezes por mês. Com o aumento, certamente vou gastar bem mais por mês”.

 

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal diz que não se posiciona sobre preços de combustíveis praticados pelo varejo e que o preço da bomba é fixado de forma livre pelos postos, levando-se em consideração os reajustes repassados pelas distribuidoras de combustíveis.

 

Coluna do Magno Francisco: Um museu de grandes novidades

DSC_4492O Brasil tem uma democracia muito recente. Durante vinte e um anos (1964-1985) o nosso povo viveu sob a tutela da Ditadura Militar. Um regime tirano e nefasto que  foi planejado e posto em prática pelo governo dos Estados Unidos, setores da burguesia nacional e o Exército Brasileiro.

 

Com o golpe militar, esta tríade, tinha como objetivo derrubar o governo democratimente eleito de João Goular, que pretendia implementar as chamadas Reformas de Base, para acabar com déficit habitacional, o latifundio, democratizar o acesso ao ensino superior e conquistar a soberania nacional no terreno da econômia.

 

Entretanto, as reformas de base mexiam com os interesses das elites do país, destes que não gostam de povo, que são adeptos da sociedades de castas, onde eles, a minoria, tem que ser eternamente ricos, e o povo infinitamente pobre, submisso e humilhado.

 

Um verdadeiro terror ideológico foi disseminado na sociedade brasileira. Como ensina Gobbels, ministro da propaganda no governo de Hitler, “uma mentira dita cem vezes torna-se verdade”. Eles aprenderam bem. Assim, o governo Jango foi acusado mentirosamente de pretender  instaurar uma ditadura e querer acabar com a família e com os valores cristãos e outros devaneios.

 

O golpe militar acontece no dia 1 de abril de 1964 e com ele o terror. Todas as liberdades democraticas acabaram. O direito de protestar foi proibido, assim como a liberdade de imprensa, o direito de organização sindical e estudantil. Os partidos e o Congresso Nacional foram fechados e os militares ocuparam as ruas para impor o medo e a perseguição.

 

Milhares de pessoas que não aceitaram a Ditadura e lutaram pela restituição das liberdades democraticas, foram presas, submetidas a torturas e a estupros, assassinadas covardemente. Centenas de mães e pais sequer tiveram o direito de enterrar os corpos dos seus filhos. Passados cinquenta anos do Golpe Militar, os torturadores, assassinos e agentes deste período nefasto ainda não foram para a cadeia, sequer para  o banco dos réus.

 

Esse passado recente da nossa pátria precisa ser lembrado, pois dialoga com a atual conjuntura política do país. Pois não bastou para as elites conservadoras destilarem ódio contra nordestinos, negros e gays durante toda a campanha eleitoral deste ano. Agora, com a vitória de Dilma, eles estão pedindo a volta da Ditadura Militar.

 

É o que aconteceu em São Paulo no dia 01 de novembro, quando cerca de duas mil pessoas se reuniram na Avenida Paulista para pedir o impeachment de Dilma e a intervenção militar para derrubar o governo.

 

Mas o circo dos horrores não parou por ai. O Deputado nazista Jair Bolsonaro, foi a esta manifestação armado e seu filho durante discurso afirmou que seu pai teria “fuzilado” Dilma se fosse candidato a presidente.

 

O empresário paranaense Paulo Martins, após saudar a manifestação com um “boa tarde reaças” afirmou que o PT constrói uma Ditadura no Brasil. Lobão, o mesmo que prometeu que mudaria de país se o PT vencesse a eleição e não cumpriu a promessa, defendeu recontagem dos votos, mesmo sem qualquer indício de fraude na eleição.

 

Estes fatos devem ser encarados com preocupação e seriedade. Assim como no Pré-Golpe, mentem descaradamente, acusando o governo de cubanização, sovietização, venezuelização, de pretender impor uma ditadura. Tentam ganhar os setores populares se apoiando nos preconceitos morais mais atrasados.

 

O governo petista é bem diferente do governo do presidente João Goulart. Apresenta um programa moderado e não está propondo sequer uma grande alguma reforma estrutural. Porém, as elites não aceitam a democracia quando eles não estão no poder. Engoliram seco o fato do Brasil ser governado por um operário e depois por uma ex-guerrilheira que combateu a Ditadura Militar.

 

Esta luta não vai acabar agora, ainda estamos nos primeiros capítulos. É urgente que os trabalhadores, os sindicatos, os movimentos sociais e todos os partidos de esquerda se unam para derrotar o avanço das forças conservadoras. É necessário convocar manifestações de repúdio a proposta reacionária de golpe militar. É fundamental a construção de uma frente antifascista no país.

 

 

 

 

 

Salva de tiros marca enterro do popular ‘sargento Júlio’ em Delmiro

IMG_5567Centenas de pessoas lotaram o cemitério Adonias Mafra Queiroz em Delmiro Gouveia para dá o último adeus ao saudoso Júlio Ferreira de Moraes de 77 anos mais conhecido como ‘sargento Júlio’ que morreu na noite desta quarta-feira (5), no Hospital Nair Alves de Souza em Paulo Afonso. O cortejo fúnebre percorreu o centro da cidade e teve a presença de várias autoridades policiais.

 

Na chegada ao cemitério Policiais Militares do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) do 9º Batalhão de Polícia Militar sob o comando do tenente Farias realizaram uma salva de tiros para homenagear o antigo militar.

 

Estiveram presentes o tenente-coronel Joaz Fontes comandante do 9º-BPM, Capitão Brito subcomandante, Major Leandro comandante da Guarda Municipal, além de militares e agentes da SMTT e Guardas Municipais.

 

Pariconha: Obras em estado de abandono deixa moradores indignados

Obras que são de responsabilidade da Prefeitura de Pariconha estão em estado de abandono

WP_20141104_07_34_35_ProNa cidade de Pariconha, localizada no alto sertão do estado de Alagoas, em específico algumas comunidades da zona rural do município, algumas obras estão atrasadas.

 

Diversos povoados do município de Pariconha estão sem entender o por quê de tanta demora para a entrega de quadras poliesportivas que começaram a ser construídas e tiveram seu andamento paralisado sem nenhuma explicação.

 

As obras que começaram a todo vapor, isso fez com que os moradores se encherem de esperança. Sem dúvidas a construção de quadras esportivas nas comunidades iria fomentar ainda mais a prática de esportes nas localidades onde as mesmas estavam sendo construídas.

 

quadras - pariconha

 

Um detalhe a ser destacado é que nenhuma das obras tem uma placa informativa, fato que vai de encontro a lei federal Nº 5.194, de 24 de Dezembro de 1966 no seu artigo 16, a saber: “Enquanto durar a execução de obras, instalações e serviços de qualquer natureza, é obrigatória a colocação e manutenção de placas visíveis e legíveis ao público, contendo o nome do autor e co-autores do projeto, em todos os seus aspectos técnicos e artísticos, assim como os dos responsáveis pela execução dos trabalhos.”

 

As quadras localizam-se nos povoados Figueiredo, Capim e Tanque. Os moradores relatam que as quadras estão totalmente abandonadas, a Prefeitura começou a obra, paralisou e não deu nenhum tipo de explicação aos beneficiados.

 

Na comunidade Figueiredo a população não cruzou os braços. Carentes de lugares propícios a prática esportiva, se organizaram, limparam o espaço, colocaram traves improvisadas e fazem uso do espaço mesmo sem estrutura nenhuma.

 

Com o total esquecimento do que sobrou das construções, o matagal invadiu os espaços e o que seria um espaço para prática de esporte se tornou um lugar vazio que serve apenas para acumular vento.

 

Veja mais imagens das obras paralisadas:

 

Morre em Delmiro Gouveia o popular ‘Sargento Júlio’

10469060_4560658271767_8945499185111143151_n
Facebook

Morreu na noite desta quarta-feira (5), por volta das 23h30, Júlio Ferreira de Moraes, que era mais conhecido como ‘Sargento Júlio’ em Delmiro Gouveia. Sargento Júlio atualmente comandava a guarda municipal do Distrito de Barragem Leste e Jardim Cordeiro.

 

Sargento Júlio era uma pessoa bastante conhecida na cidade e na região sertaneja, o mesmo era sargento da Polícia Militar de Alagoas e comandou por muitos anos ao lado do Delegado Rômulo Bandeira e Major Leandro a delegacia de polícia de Delmiro Gouveia.

 

Em entrevista ao programa A vez do povo no rádio na Delmiro AM 760 o major PM Leandro subcomandante da Guarda Municipal se emocionou ao lembrar-se dos trabalhos feitos na cidade de Delmiro e em outras cidades.

 

O corpo de Sargento Júlio está sendo velado na Quadra “C”, no bairro Cohab Velha em Delmiro Gouveia, o sepultamento será realizado às 16h desta quinta-feira (6) no cemitério Adonias Mafra Queiroz.