Padre José Aparecido receberá “Título de Cidadão Delmirense”

Facebook
Facebook

O padre José Aparecido da Silva receberá da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia o “Título de Cidadão Delmirense”. A solenidade acontecerá nesta terça-feira (6) às 10h da manhã, na Casa Legislativa situada à Travessa Luiz Carlos Lima, nº 04, Centro, Delmiro Gouveia, Alagoas.

 

 

Nas redes sociais uma imagem do convite já circula onde rende alguns elogios e criticas, por exemplo, a do radialista Adriano Pereira que publicou em seu perfil oficial do Facebook: Passou do tempo. Depois de algumas críticas, finalmente um título a quem de fato o merece. Esse sim, tem trabalhos prestados, veste o nosso manto, diferentemente de muitos títulos que foram distribuídos por bajulação a um bocado de políticos e politiqueiros de plantão, vide, senadores, governadores, deputados, diretores e assessores de órgãos ligados ao governo Federal ou estadual, que só andam por aqui de 4 em 4 anos.

Ao padre josé Aparecido este título é de uma nobreza enorme a nossa gente, por ter em nosso meio um verdadeiro pastor, irmão, amigo, servo e enviado de Deus. 

Washington Luiz assume presidência do Judiciário hoje (5)

tjA nova cúpula diretiva do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), para o biênio 2015-2016, será empossada no dia 5 de janeiro, às 17h, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no Jaraguá, em Maceió. O desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas assume a Presidência da Corte de Justiça e os desembargadores João Luiz Azevedo Lessa e Klever Rêgo Loureiro passam a atuar como vice-presidente e corregedor-geral da Justiça, respectivamente.

 

A escolha para os cargos se deu por aclamação, no Pleno do TJ/AL, em setembro de 2014. Washington Luiz, que é o decano do Tribunal, assume a Presidência no lugar de José Carlos Malta Marques. Natural de Piranhas, no Sertão de Alagoas, Washington Luiz ingressou na Corte de Justiça na vaga destinada ao Ministério Público (MP/AL), em fevereiro de 1998. Foi vice-presidente do TJ/AL no biênio 2003-2004, assumindo a Presidência nos seis meses finais, em virtude da aposentadoria de Geraldo Tenório Silveira.

 

O desembargador João Luiz Azevedo Lessa ocupará a Vice-Presidência no lugar de Tutmés Airan de Albuquerque Melo. Natural de Penedo, João Luiz se graduou na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), tendo ingressado na magistratura em junho de 1986. Atuou nas Comarcas de Major Izidoro, Santana do Ipanema e Maceió, sendo promovido para o cargo de desembargador, pelo critério de antiguidade, em agosto de 2013.

 

Já Klever Rêgo Loureiro nasceu no Recife e se graduou na Faculdade de Direito do Centro Universitário Cesmac, em Maceió. Ingressou na magistratura como titular de Matriz do Camaragibe, em dezembro de 1986. Atuou também em Palmeira dos Índios, São José da Laje e na Capital. Foi promovido para o Tribunal de Justiça pelo critério de merecimento, em junho de 2012. Klever Loureiro assume a Corregedoria no lugar do desembargador Alcides Gusmão.

 

Os integrantes da nova cúpula diretiva concedem entrevista coletiva à imprensa na próxima segunda-feira, às 16h, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. Os comunicadores escalados para dialogar com os magistrados devem apresentar crachás de identificação funcional. A primeira fila de cadeiras do auditório está reservada aos profissionais de comunicação. O acesso será organizado pela Diretoria de Comunicação (Dicom) do TJ.

Ano letivo de 2015 na Ufal começa dia 9 de março

Divulgação
Divulgação

O ano letivo de 2015 na Universidade Federal de Alagoas começa no dia 9 de março. A decisão foi aprovada durante sessão ordinária do Conselho Universitário (Consuni) e contempla o Campus A.C. Simões, em Maceió, e as Unidades de Ensino em Penedo, Palmeira dos Índios e Viçosa. A data atende aos prazos de análise e divulgação de resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

 

Segundo o pró-reitor de Graduação, Amauri Barros, as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão previstas para sair até o início de janeiro. Com isso, os candidatos poderão se inscrever no Sisu entre os dias 19 e 24 de janeiro com resultado divulgado no dia 26. Então, haverá uma primeira e única chamada com matrículas a serem realizadas de 30 de janeiro a 3 de fevereiro.

 

“No âmbito local, a data também atende aos serviços efetuados pela Copeve com as listas dos estudantes que serão convocados, a seleção dos cotistas – este ano, a Ufal trabalhará com um total de 40% – e nós ficamos satisfeitos com a decisão, pois o processo realizado pelo pessoal da Copeve traz uma grande segurança e tranquilidade para a nossa Universidade”, explicou Amauri Barros.

 

O pró-reitor reforçou que também haverá uma lista de espera, cuja previsão de publicação para inscrição dos interessados é dia 26 de janeiro. “E a divulgação dos classificados nessa lista deve sair em 13 de fevereiro, com matrícula prevista para a última semana do mês. Muito em breve, a Copeve divulgará os editais com todas essas informações mais detalhadas, além de concorrências do Sisu e realização de matrículas”, avisou.

 

Os veteranos, por sua vez, devem ficar atentos aos prazos de matrícula. Será entre os dias 2 e 7 de fevereiro, voltada aos alunos do fluxo padrão; de 8 a 13, para quem estiver no fluxo individual. Já o período de reajuste de matrícula será entre os dias 23 e 27 de fevereiro, efetuado diretamente nas coordenações dos cursos.

 

Arapiraca, Delmiro e Santana

 

Os calendários acadêmicos dos campi Arapiraca e do Sertão (tanto a sede em Delmiro Gouveia quanto a Unidade de Santana do Ipanema) terão início no dia 23 de março. A matrícula dos alunos em fluxo padrão deve ser feita de 12 a 16 daquele mês e os alunos em fluxo individual têm a semana seguinte, de 17 a 21, para se matricularem. Já o período de reajuste será entre os dias 23 e 27 também de março.

 

“Assim como nas outras unidades, em Arapiraca, Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema, as datas também foram pactuadas com apoio total da direção geral dos campi e com o CRCA [Departamento de Registro e Controle Acadêmico] de ambas as unidades e agora só fizemos confirmar”, revelou Amauri Barros.

 

Em Maceió e nas demais unidades de ensino do interior, o ano letivo de 2015 se encerra no dia 24 de dezembro, contemplando o ano civil e sem atrasos decorrentes do período da última greve ocorrida em 2012.

 

Novo edital para o Sisu

 

Na última terça-feira (23), a vice-reitora Rachel Rocha se reuniu com representantes da Copeve, da Pró-reitoria de Graduação (Prograd), do Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DRCA) e da Procuradoria Federal para discutirem o novo formato do edital da Ufal para o Sisu a ser divulgado em breve. Na ocasião, foram divulgadas duas principais novidades do Sisu em 2015.

 

“A primeira, como já dito acima, é a existência de uma única chamada definida pelo Ministério da Educação e, logo em seguida, passaremos direto para a Lista de Espera que é gerenciada pela Ufal. A outra boa novidade é a utilização do CadÚnico, de forma complementar ou exclusiva, para a comprovação de renda dos candidatos cotistas”, explicou Amauri Barros.

Delmiro vence batalha na justiça sobre Royalties da CHESF

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, suspendeu decisão liminar que concedeu ao Município de Messias (AL) metade do valor referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre a energia gerada pelo Município de Delmiro Gouveia (AL) e destinada à subestação Teotônio Vilela. A decisão foi tomada na Suspensão de Liminar (SL) 829.

 

Caso

 

O caso teve início com ação ajuizada pelo Município de Messias contra o Estado de Alagoas, a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF) e a empresa petroquímica Braskem S/A. O município sustentou que lhe caberia o recebimento da parcela do ICMS referente à energia elétrica transformada e distribuída pela subestação Teotônio Vilela, localizada em seu território, integrante do complexo CHESF e distribuidora de energia para a Braskem. A ação foi julgada procedente em primeira instância.

 

Em seguida, liminar deferida pelo desembargador relator da apelação no Tribunal de Justiça do estado (TJ-AL) determinou ao secretário de Fazenda de Alagoas a publicação de portaria para computar, em favor do Município de Messias, metade do valor adicionado fiscal do ICMS incidente sobre a energia elétrica produzida pelo Município de Delmiro Gouveia e destinada à subestação Teotônio Vilela, a título de repasse previsto do artigo 158, inciso IV, da Constituição Federal.

 

Na Suspensão de Liminar ajuizada no STF, o Município de Delmiro Gouveia sustentou que a decisão do desembargador do TJ-AL atenta contra a ordem jurídica e a economia pública. Além disso, alegou que não é parte nos autos da ação que ainda está em tramitação. Afirmou ainda que sofreu um prejuízo de aproximadamente R$ 3,5 milhões.

 

Decisão

 

Inicialmente, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou que a controvérsia dos autos trata de matéria constitucional, “especificamente quanto à incidência do artigo 158, IV, da Constituição Federal”. Tal dispositivo garante aos municípios parte do produto da arrecadação do estado quanto ao ICMS.

 

De acordo com o ministro, o Município de Delmiro Gouveia nunca foi parte na ação intentada pelo Município de Messias, “tendo absorvido, sem ao menos ter sido ouvido, o prejuízo da decisão atacada”. O presidente do STF destacou também que a decisão do TJ-AL extrapolou os limites do pedido, uma vez que o objeto da demanda se restringia ao valor adicionado derivado das operações mantidas com a Braskem.

 

Ficou demonstrada na execução da medida liminar, segundo o ministro, grave lesão à ordem econômica. A decisão promoveu alteração dos índices no quadro distributivo entre os dois municípios alagoanos e desviou, em favor de Messias, 50% do repasse dos valores constitucionais devidos ao Município de Delmiro Gouveia, sem trânsito em julgado. Esse fator ocasionou prejuízo, “comprometendo sensivelmente as políticas públicas básicas nas áreas de saúde, educação e segurança”, disse.

 

Assim, o presidente do STF suspendeu a decisão atacada e garantiu ao Município de Delmiro Gouveia o recebimento dos repasses constitucionalmente devidos, a título de repartição de receita de ICMS, até o trânsito em julgado do processo referente ao caso.

Em entrevista ao Radar 89, presidente da Câmara de Delmiro faz balanço

Valdo Sandes esteve acompanhado do vereador Edmo Oliveira, que também falou sobre o trabalho dos parlamentares

 

Crédito: Veruscka Alcântara
Crédito: Veruscka Alcântara

Em entrevista ao programa Radar 89 na Delmiro FM, nesta segunda-feira (29), o presidente da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia, Valdo Sandes, fez um balanço das atividades na Casa Legislativa do ano de 2014. Valdo esteve acompanhado do vereador Edmo Oliveira, que também falou sobre os trabalhos desenvolvidos.

 

O presidente relacionou os principais assuntos debatidos entre os parlamentares, ressaltando que a Casa cumpriu o seu papel de representar o povo delmirense. “Durante o ano de 2014 a Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia cumpriu o seu papel de representante do povo, realizando diversos debates que tiveram como maior objetivo a aprovação de proposições que refletem diretamente na qualidade de vida da população”.

 

Valdo relembrou uma das principais votações do parlamento, que foi a rejeição da CIP, votada no início do mês. “O cidadão já paga vários impostos e ainda sobrecarregá-lo com mais uma taxa não seria justo. O que deveria ser feito era uma melhor utilização dos encargos que já são pagos, e não colocar mais uma taxa para o contribuinte. Esta rejeição da CIP foi em favor do povo delmirense”, frisou

 

Ele falou ainda das diversas audiências públicas, cujos debates culminaram em benefícios concretos para a comunidade, a exemplo da abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que foi tema de diversas discussões propositivas na Casa, como também a implantação do Conselho Municipal de Educação. “Esses debates refletiram diretamente em ações que beneficiam a comunidade delmirense. A Câmara de Vereadores sente-se muito orgulhosa em fazer parte das efetivas melhorias na nossa cidade e assim melhoram a vida da nossa gente”.

 

O vereador Edmo Oliveira reforçou a importância do trabalho do Legislativo delmirense, enfatizando especialmente a votação contra a  CIP. Ele explicou que, apesar de fazer parte da bancada governista, não poderia ir de encontro à população. “Quero enfatizar aqui que não votei contra o projeto do prefeito, mas a favor do povo delmirense. É preciso compreender que a administração pública não pode ir de encontro ao cidadão. Já existem tantas outras taxas e ainda colocar mais esta? Não, eu não poderia concordar”.

 

Edmo ressaltou ainda o trabalho de Valdo à frente da presidência da Câmara. “A Câmara tem sempre se posicionado ao lado do povo e acredito que Delmiro está muito bem representado. Quero parabenizar o presidente Valdo Sandes pelo papel que tem desenvolvido e que tem honrado o nosso legislativo, inclusive gozando de muito respeito no cenário político do nosso Estado”.

 

O parlamentar falou ainda sobre as suas principais indicações, reforçando que estará sempre trabalhando para o bem da comunidade. “Estamos enfrentando muitos problemas, mas não tenho dúvidas que se unirmos uma força-tarefa Delmiro Gouveia despontará novamente para o desenvolvimento”.

Dante acusa Washigton Luiz pelo seu afastamento e afirma que vai voltar à prefeitura de Piranhas

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

O prefeito afastado da cidade de Piranhas Dr. Dante Alighieri Salatiel de Alencar Bezerra de Menezes (PDT) concedeu uma entrevista exclusiva na tarde desta sexta-feira (26) ao programa Radar 89 da Rádio Delmiro FM. Dante afirmou que voltará a ser prefeito do município e que não tem nada a temer.

 

Ao afirmar que vai voltar à prefeitura, Dante foi perguntado pelo apresentador do programa, Ozildo Alves, o que o faz acreditar na sua volta uma vez que o Tribunal de Justiça de Alagoas a partir do próximo ano será presidido pelo Desembargador Washigton Luiz, que seria uns dos seus desafetos e pai da ex-prefeita Mellina Freitas e amigo de Giovanni Alfredo Jatubá, juiz titular da comarca de Piranhas.

 

O prefeito afastado já havia mencionado que o magistrado tomou uma atitude tendenciosa e omissa, mas respondeu à pergunta alegando que a justiça é feita para todos inclusive para quem é desembargador, numa clara referência a Washigton Luiz. Dante disse ainda que se não houver justiça em Alagoas ele irá procurar o CNJ, a Justiça Federal, mas esta será feita sim.

 

O ex-prefeito falou também da surpresa ao saber que tinha sido afastado da prefeitura e disse ter sido pego de surpresa. “Eu fui afastada por uma decisão estranhíssima aos bons entendedores de direito, eu fui afastado por uma ação movida por um cidadão que eu processo há muito tempo, mas que nunca tive o direito de ser ouvido”. Frisou Dante se referindo ao agropecuarista Thiago Nunes autor das denúncias.

 

Dante falou também, em tom irônico, da surpresa ao saber que o juiz da comarca de Piranhas, Dr. Giovanni Jatubá, leu um processo com mais de mil folhas em apenas dois dias e tomou a decisão de afastá-lo por 180 dias.

Casal diz que abastecimento de água em Delmiro está regularizado, moradores desmentem

População desmente a nota e diz que em diversas Ruas da cidade de Delmiro, ainda está sem água.

Depois de mais de uma semana sem água, funcionários da Unidade de Negócios do Sertão (UNE-SERTÃO) enviaram mais uma nota ao portal radarnoticias.com.br na tarde desta sexta-feira (26), desta vez para informar que todo o abastecimento de água em Delmiro Gouveia e outras cidades está sendo regularizada. Mas na manhã deste sábado (27) a nossa reportagem ouviu reclamações de diversos moradores, informando que ainda está faltando o liquido precioso.

 

Reclamação

 

 

 

Confira a nota enviada pela CASAL:

 

Caros amigos do Radar, vimos informar a este meio de comunicação que a CASAL já restabeleceu o abastecimento dos Bairros Eldorado, e Campo Grande, Bom Sossego e as comunidades Morros e Maria Bode. Acreditamos que caso não haja o problema com o fornecimento de energia no dia de amanhã “sábado” (27), já estará tudo normalizado nessas comunidades.

 

O fato é que diversores moradores estão entrando em contato com a reportagem do portal radarnoticias.com.br e questionando o motivo da falta de água que até agora não voltou em alguns pontos da cidade como as Ruas Linduarte Batista, Barão de Penedo, Padre Cicero e outras.

 

Veja o que a professora ‘Sheyla’ moradora da Rua Padre Cícero no bairro Eldorado enviou a nossa equipe de reportagem, se referindo a indignação pela falta de água.

 

 

 

10887791_842734032445330_1897009904_n

Copes realiza sonhos de crianças carentes durante o Natal em Piranhas

IMG-20141225-WA0008Policiais Militares da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (Copes-Caatinga) e do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) do 9º Batalhão de Polícia Militar realizaram durante à tarde desta quarta-feira (24), na véspera de natal, uma ação solidária a crianças carentes do município de Piranhas. Na oportunidade foram realizados alguns desejos de crianças e distribuídos vários brinquedos, além de cestas básicas.

 

A idealização partiu dos militares que estavam de serviço no dia, os policiais ao verem algumas cartinhas que foram distribuídas nos correios da cidade eles decidiram realizar alguns sonhos. Como exemplo de uma das crianças que escreveu a seguinte frase:

 

“Papai Noel o meu sonho é ganhar uma bicicleta, pois na minha Rua todo mundo tem uma e eu não tenho, ficarei muito feliz se eu ganhar uma neste natal”.

 

Os policiais adquiriram a tão sonhada bicicleta e outros brinquedos com recursos próprios e distribuíram as várias em algumas comunidades, além disso, foram doadas cestas básicas a famílias carentes.

 

Indicada à Secult, Mellina Freitas diz respeitar opiniões e repúdio de grupos culturais

Em entrevista ao CadaMinuto, ela falou sobre as prioridades e diz que trabalhará “com humildade”

Divulgação
Divulgação

A indicação de Mellina Freitas à Secretaria de Estado da Cultura (Secult) é um dos assuntos mais repercutidos entre a sociedade e a imprensa desde que o anúncio foi feito pelo governador eleito Renan Filho (PMDB), em rede social, no último dia 22 de dezembro. Ex-prefeita do município de Piranhas, ela atuou na campanha do candidato peemedebista como uma das coordenadoras da caravana da juventude e diz que avalia o convite para compor o secretariado como uma “consequência natural” e política, já que também é militante do PMDB.

 

Em entrevista à reportagem do CadaMinuto, Mellina Freitas falou sobre as prioridades em sua gestão, afirmando que, mesmo sem ter tomado posse, tem buscado “escutar referências” do meio cultural em Alagoas, mas não citou nomes que possivelmente irão compor a sua equipe. “Recebi o convite para a Secult com muita honra, mas com consciência da responsabilidade. Quero focar o trabalho nos movimentos culturais, tradicionais e modernos, por meio de parcerias. Pretendo ouvi-los para traçar um planejamento. Será um trabalho conjunto, com muito cuidado, de uma equipe técnica que irá arregaçar as mangas”, disse a futura secretária.

 

Ainda sobre a indicação ao cargo, Mellina atribuiu a nomeação, além da questão política, ao “trabalho desenvolvido na prefeitura de Piranhas”, onde, segundo ela, priorizou a cultura. “Somos correligionários, militantes do mesmo partido, e Renan Filho conhece minha trajetória, meu trabalho quando fui prefeita. Isso é uma consequência natural”, disse ela, reiterando que é “escritora e poetisa”, o que seriam os fatores técnicos para que assumisse a pasta.

 

Um dos maiores motivos da repercussão quanto à indicação de Mellina para a Secult é o envolvimento da peemedebista em processos que tramitam na Justiça de Alagoas. Ela foi prefeita de Piranhas entre 2008 e 2012 e, deste período, carrega 455 denúncias formalizadas pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), que investigou e identificou o desvio de R$ 15,93 milhões em recursos por uma quadrilha que seria chefiada pela ex-prefeita. À época, as investigações foram coordenadas pelo promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, que também foi indicado por Renan Filho e será, a partir de janeiro, “colega” de Melina no secretariado, à frente da Defesa Social do Estado.

 

Em nota publicada na tarde desta sexta-feira (26) e assinada por mais de 100 grupos, o Movimento Cultural Alagoano (Mova) repudiou a indicação de Renan Filho e justificou a medida pelo fato de, para eles, Mellina não apresentar requisitos técnicos e éticos para ocupar o cargo. “Respeito toda e qualquer atitude deste tipo. Vivemos em um país democrático e isso faz parte. A partir de janeiro irei trabalhar com humildade, com diálogos com os movimentos, inclusive o Mova, e espero que eles tirem essa impressão que têm de mim. Irei me esforçarei”, disse a peemedebista.