3 dos 13 presidenciáveis pagam anúncio em rede social no início da campanha

Além dos anúncios de terceiros favoráveis, foi identificado 36 postagens com críticas a 6 dos candidatos a presidente.

Por G1 | 29 de agosto de 2018 às 0:08

 

Uma das ferramentas para alcançar os eleitores, a publicação de anúncios no Facebook ou Instagram (ambos da mesma empresa) teve baixa adesão entre os candidatos à Presidência no início da campanha.

Dos 13 presidenciáveis, 3 pagaram para promover suas postagens entre 16 e 27 de agosto (os primeiros 12 dias de campanha): Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoedo (Novo), segundo um levantamento do G1 nos registros do Facebook.

 

Outros 5 presidenciáveis – Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL), Lula (PT) e Marina Silva (Rede) – tiveram os nomes mencionados em anúncios, mas que foram pagos por outros candidatos. Em alguns casos, para criticá-los.

Não houve registros de anúncios durante esse período com os nomes de Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Eymael (DC), João Goulart Filho (PPL) e Vera Lúcia (PSTU).

Além dos anúncios de terceiros favoráveis, o G1 identificou 36 postagens com críticas a 6 dos candidatos a presidente.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.