Alagoas já tem 76% dos leitos públicos de UTI destinados à Covid-19 ocupados

Por Agência Alagoas | 2 de junho de 2020 às 14:00




Foto: Márcio Ferreira

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado nesta segunda-feira (01) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a rede pública de Alagoas já está com 61% do total de leitos para tratamento do novo coronavírus ocupados. Nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), esse índice é maior, chegando a preocupantes 76% de ocupação em todo o estado.

Desde 1º de março, foram criados 1.029 novos leitos exclusivos para o tratamento de pessoas com suspeita ou infectadas pela Covid-19 na rede pública. Em função desse esforço, de lá para cá o Estado tem mantido a média de ocupação dos leitos na casa dos 70%, mesmo com o aumento vertiginoso de casos. No entanto, o risco de colapso do sistema de saúde está sempre próximo, e para evitar que faltem leitos para os pacientes, o isolamento social da população é fundamental.

“Nós temos trabalhado para equilibrar esses números, sempre trabalhando na abertura de novos leitos e, por isso, quando a gente chega próximo ao colapso, nós contamos com a sorte e com a ajuda dos profissionais de saúde para a abertura de novos leitos. Isso tem feito com que a gente esteja sempre ali entre 70% e 80%”, afirmou o secretário de Saúde Alexandre Ayres durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda.

“Entregamos leitos em Palmeira do Índios, em São Miguel dos Campos e até o final de semana entregaremos novos leitos em Santana do Ipanema e outros aqui em Maceió e Arapiraca. Na quarta-feira, começaremos a estruturação da central de triagem de Arapiraca e estamos finalizando o processo para dar início à estruturação do hospital de campanha também em Arapiraca”, disse.

Conforme o boletim epidemiológico, Alagoas já registrou até o momento 10.837 casos confirmados de Covid-19, com 461 óbitos. Nesse domingo (31), a taxa de isolamento social verificada em Alagoas, segundo dados do InLoco Tecnologia, foi de 42,2%. Alexandre Ayres explica que a explosão de números verificados no final de semana se dá devido a uma soma de fatores.

“Esse número é uma soma do aumento da transmissão em várias cidades de Alagoas, não somente na região Metropolitana. O início do contágio foi aqui em Maceió, mas rapidamente esse vírus tem circulado e a transmissão tem aumentado para outros municípios do interior. Somado a isso, nós temos o aumento da testagem no Lacen, os testes rápidos encaminhados pelo Ministério da Saúde que nós distribuímos para os municípios do interior, além de que houve ampliação de testes rápidos em laboratórios privados. Isso tem feito com que tenhamos essas altas desde a última quinta-feira”, destacou o secretário, alertando que o aumento do contágio deverá crescer nos próximos 15 dias com o vírus se espalhando mais fortemente para os municípios do interior do estado.

“Temos sentido o aumento da transmissão no interior. Estamos ampliando o número de leitos no Sertão. Até sexta-feira, abriremos leitos de UTI em Santana do Ipanema e já autorizamos a estruturação de leitos no hospital Antenor Serpa, em Delmiro Gouveia, e na Unidade Mista Arnon de Mello, em Piranhas. Ambas estão sendo estruturadas para tratarem pacientes do Alto Sertão”, concluiu.



Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.