Análise Técnica na Prefeitura de Água Branca constata irregularidades na gestão de 2016

Apresentação foi realizada nesta sexta-feira, 21, no auditório da Secretaria de Educação. Prefeito Zé Carlos e equipe do governo participaram do evento.

Por Ítallo Timóteo | 23 de julho de 2017 às 16:17

Advogado Eduardo Marinho foi o responsável pela apresentação ao público presente. Crédito: Ascom – Prefeitura de Água Branca.

 

A Prefeitura de Água Branca, apresentou nesta sexta-feira, 21, aos munícipes e a imprensa da região, o resultado da Análise Técnica realizada neste ano, referente a gestão de 2016, da então Prefeita Albani Sandes que teve o seu candidato – Paulo Campos – derrotado nas últimas eleições.

 

O resultado da Análise apresentou diversas irregularidades, dentre elas, contratos sem prévia licitação, compras de materiais de expediente em excesso, inclusive serviços de dedetização feito por empresa de publicidade, que custaram aos cofres público mais de R$ 60 mil reais.

 

Além disso, o valor gasto em combustíveis chamou a atenção, cerca de R$ 1,5 milhão. Outro fato que suspeitou possíveis desvios de dinheiro, foi uma nota da Prefeitura de Canhotinho no Estado de Pernambuco, que foi paga pela Prefeitura da cidade alagoana.

 

Outras irregularidades foram encontradas nas contratações de bandas que se apresentaram no Festival de Inverno e outros eventos no município.

 

Os advogados, Eduardo Marinho, Fábio Carvalho, Ricardo Eloy e Victor Hugo Lima foram os responsáveis pela apresentação, eles informaram que a documentação será encaminhada ao Ministério Público Estadual, Federal e Tribunal de Contas.

 

A reportagem do Radar 89, tentou um contato com a ex-prefeita Albani Sandes, mas não teve êxito.

 

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.