Apenas 10 municípios de Alagoas têm plano de saneamento básico, aponta IBGE

Levantamento com dados de 2017 mostra que 90% dos municípios alagoanos não possuem um plano próprio com objetivos e metas para o saneamento básico local.

Por Assessoria | 20 de setembro de 2018 às 11:11

 

Apenas 10% dos municípios alagoanos têm Plano Municipal de Saneamento Básico para abastecimento de água e esgotamento sanitário. O número é da pesquisa de informações básicas dos municípios brasileiros (Munic) com relação às políticas de saneamento básico, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada nesta quarta-feira (19).

 

O levantamento, que não detalha quais são os municípios que têm ou os que não têm o plano, apresenta dados de 2017.

 

Dos 102 municípios alagoanos, só 10 têm um plano de saneamento, e destes, apenas 6 estabeleceram mecanismos e procedimentos para colocá-los em prática. Contudo, 35 municípios estão com Plano Municipal de Saneamento Básico em elaboração.

 

O índice alagoano de 10% é bem menor que o da média nacional apontada pela pesquisa, de que 41,5% dos municípios brasileiros tinham plano de saneamento básico em 2017.

 

Outro dado divulgado na pesquisa é o de endemias e epidemias associadas ao saneamento básico. Em Alagoas, 58 municípios registraram pelo menos uma ocorrência de doenças ligadas à precariedade dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em 2017.

 

  • Municípios que declaram ter registrado casos de diarreia: 4
  • Municípios que declaram ter registrado casos de leptospirose: 4
  • Municípios que atenderam pessoas com sintomas de verminoses: 39
  • Município que registrou casos de cólera: 1
  • Municípios que tiveram habitantes com hepatite: 19
  • Municípios que diagnosticaram pessoas com febre amarela: 2
  • Municípios que registraram casos de dengue: 48
  • Municípios que registraram casos de zika: 32
  • Municípios que registraram casos de chikungunya: 37

 

O IBGE revela ainda que somente 12 cidades alagoanas possuem um sistema de informações públicas e 16 têm ouvidoria ou central de atendimento sobre os serviços de saneamento.

 

O índice de municípios alagoanos com licença ambiental relativa ao sistema de saneamento básico não chega à metade. 43 cidades possuem licenciamento dos órgão ambientais para abastecimento de água, 21 para sistema de esgotamento sanitário, 8 municípios estão devidamente licenciados para o manejo de águas pluviais e 18 para o manejo de resíduos sólidos.

 

Além disso, 50 cidades não possuem qualquer tipo de licenciamento ambiental voltado para as atividades de saneamento básico.



Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.