Artistas cedem perfil na web para ativistas sociais falarem sobre racismo

Por Bahia.ba | 7 de junho de 2020 às 5:00




 

Foto: Montagem

Não estranhe se entrar no perfil do ator Paulo Gustavo no Instagram e não encontrar ele por lá durante o mês de junho. O artista cedeu seu espaço na rede social para a escritora e ativista Djamila Ribeiro falar para os mais de 13 milhões de seguidores de Paulo sobre questões raciais.

A novidade foi anunciada pelo próprio intérprete de Dona Herminia em seu perfil como uma ação para dar visibilidade e espaço ao movimento negro nas redes sociais.

Em sua primeira postagem no perfil de Paulo Gustavo, Djamila fez uma breve apresentação do seu currículo e explicou os assuntos que irá abordar ao longo da sua jornada no perfil do ator, são eles relações raciais, racismo estrutural, lugar de fala e outros ligados ao movimento negro.

“Sou mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo, autora de três livros: Lugar de Fala, Quem tem medo do Feminismo Negro? e Pequeno Manual Antirracista. Coordeno a Coleção Feminismos Plurais, que publica autoras e autores negros em livros didáticos e críticos. E também sou professora de jornalismo contra hegemônico na PUC-SP. Muito prazer!”.

A ideia foi replicada por outros artistas, como Ingrid Guimarães que abriu espaço para o youtuber e colunista do GNT, Spartakus, falar sobre racismo e LGBTfobia, Lady Gaga nos Estados Unidos e a cantora teen norte-americana Selena Gomez também aderiram a campanha.



 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.