“Boião” acusado de matar idoso é morto em troca de tiros com a polícia em Água Branca

Acusado teria reagido ao perceber a presença policial.

Por Ítallo Timóteo | 8 de março de 2015 às 20:07

 

Crédito: Ítallo Timóteo
Crédito: Ítallo Timóteo

O acusado de assassinar o seu próprio sogro no dia 18 de fevereiro deste ano em Água Branca morreu na tarde deste domingo (8), por volta das 17h, após entrar em um confronto com Policiais Civis e Militares no Povoado Papa-terra, zona rural do município. Antônio Conceição da Silva, 37 anos, o “boião” teria reagido ao perceber a presença policial.

 

Segundo informações da polícia, durante a manhã deste domingo (8) “Boião” obrigou que dois trabalhadores rurais levassem um perfume em forma de presente pela passagem do “Dia da Mulher” para sua ex-companheira, filha do idoso José Manoel de Araújo de 62 anos o qual ele assassinou.

 

Os agricultores teriam ido até a residência da mulher que fica no centro da cidade para entregar o objeto e repassar o recado que ele teria mandado para sua ex-mulher.

 

“Esse perfume foi boião que mandou lhe entregar, ele aproveitou para dizer que te ama muito”.

 

A mulher com medo teria acionado a polícia. Os dois rapazes foram detidos e durante depoimento confessaram o local onde o acusado se encontrava.

 

O delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti e o tenente-coronel Joáz Fontes com equipe de policiais civis e militares do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) se deslocaram até a localidade denunciada.

 

Ao se aproximar da ‘cabana’ no meio de uma hortaliça em que o “boião” estava os policiais foram surpreendidos com tiros. Os militares revidaram, o acusado acabou sendo ferido e morreu no local.

 

A reportagem do portal Radar 89 apurou com exclusividade que “boião” teria ameaçado de morte dois guardas municipais de Água Branca, o tenente-coronel Fontes relatou que nesta sexta-feira (6), uma guarnição da Copes-Caatinga teria ido até uma localidade para capturar o individuo, mas ele teria escapado.

 

 

A reportagem ainda foi informada pelos trabalhadores que nos últimos dias o acusado estaria atormentando toda a população e deixando assustados os moradores daquele lugarejo.

 

 

Os policiais encontraram com “boião” um revólver calibre 38 com três munições intactas e duas deflagradas, além de uma faca peixeira.

 

O corpo foi removido por Guardas Municipais de Delmiro Gouveia e trazido para o necrotério do hospital Antenor Serpa em seguida o corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.

 

 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.