Bolsonaro pede a Moraes devolução de passaporte para viajar a Israel

Por | 29 de março de 2024 às 10:45

A defesa de Jair Bolsonaro (PL) apresentou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, uma solicitação para a liberação do passaporte do ex-presidente, que está retido desde fevereiro durante operação da Polícia Federal.

Na solicitação encaminhada ao Supremo, a defesa do ex-presidente defende a autorização para que Bolsonaro viaje a Israel, entre os dias 12 e 18 de maio. Segundo os advogados, o ex-presidente recebeu, um convite do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, para visitar o país.

É a segunda vez que o pedido é enviado pelos advogados de Bolsonaro ao ministro do STF. “É crucial ressaltar que a autorização para esta viagem não acarreta qualquer risco ao processo, especialmente considerando os compromissos previamente agendados no Brasil, que demandam a presença do Peticionário após seu retorno de Israel”, diz o documento.

Convite de Netanyahu

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu convidou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para visitar Israel uma semana após declarar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de  “persona non grata”. Na carta, Netanyahu agradece pelo “apoio inabalável [de Bolsonaro] a Israel em arenas internacionais”.

Suposta tentativa de golpe

O passaporte de Bolsonaro foi apreendido no mês passado, a pedido da PF na Operação “Tempus Veritatis”, que apura uma suposta tentativa de golpe de Estado para manter o ex-presidente no poder. Na decisão, o ministro Alexandre de Moraes também proibiu o ex-presidente de manter contato com outros investigados.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.