Capital Inicial, Psirico e Sine Calmon se apresentam na mistura de ritmos da Copa Vela

Por Redação / Ascom/PMPA | 8 de setembro de 2019 às 20:24

A Copa Vela é conhecida pela mistura de ritmos e este sábado (7), a folia não fugiu da tradição, com os shows de Psirico, Capital Nacional e Sine Calmon. Amantes do pagode, rock e reggae puderam conferir os sucessos das bandas, que fizeram shows contagiantes na noite do sábado (7).  Os artistas locais também se apresentaram, demonstrando a variedade e a qualidade dos músicos e das bandas.

Em cima do trio, Márcio Vitcor abriiu a arrastou a galera na avenida e fez todo mundo dançar com seus sucessos – Lepo Lepo e Toda Boa. “A carreira do Psirico é muito ligada à mistura de ritmos, ou seja, a raiz, samba de roda, frevo, maracatu, então a gente traz a linguagem jovem e a música ecoe e faz a galera cantar, além do feminismo e liberdade de expressão. Quando você está no trio, você tem esse contato mais direto com o público, sente a energia da galera. Para nós foi uma alegria poder participar de uma festa desse porte. Parabéns, Paulo Afonso, pelos 30 anos da Copa Vela”, disse o artista. 

Em seguida, Dinho Ouro Preto e a trupe do Capital Inicial contagiaram o público com os eternos hits do rock nacional – Primeiros Erros, Música Urbana, Tudo que Vai, entre outros. Antes do show, o vocalista falou sobre sua segunda vez a se apresentar na Copa Vela – ele esteve em Paulo Afonso em 2009. “Faz alguns anos que vim ao evento, então, a gente tem muita coisa boa para apresentar ao público. Vamos tocar de tudo – novidades e passado”, afirma.

No show, Dinho demostrou diversas vezes que estava surpreendido com a quantidade de pessoas presentes na Avenida Apolônio Sales. O público acompanhou todo o repertório, correspondendo à energia da banda. “Paulo Afonso, que demais que está isso aqui! Estou impressionado com a quantidade de pessoas aqui presente! Tá uma energia incrível”, descreveu o artista.

Com Sine Calmon, os amantes do reggae curtiram os sucessos do grupo, que despontou especialmente com Nayambing Blues. Durante o percurso em cima do trio, o cantor falou da festa e da alegria em estar ali. “Minha praia é o reggae e é isso que vim trazer para vocês aqui nesta noite, com boas vibrações. A festa está muito bonita”, falou Sine. 


Cantores da terra

Ainda neste sábado(7), os cantores da terra deram um show na folia da Apolônio Sales. Jailson Baiano, que foi um dos cantores que esteve na primeira edição, em 1989, abriu o sábado de Copa Vela. ‘Ilha de Itaparica’, sucesso gravado em 1987, entre outros, fizeram parte do show do cantor. 

Em seguida, a banda Thecents subiu ao pranchão e embalou os foliões, com sucessos atuais e que marcaram os grandes carnavais, seguida de Jorjão Lima, que apresentou um vasto repertório. Para completar o time de artistas locais, o cantor Marcio Dhuka encerrou a noite e fez o público dançar e cantar.


A Copa Vela se encerra neste domingo (8), com os artistas locais – Duda Rodrigues, Eternos Amigos, André Marreta, Marreta You Planeta e Dinizinho Play Roots. De atrações nacionais se apresentam Saulo Fernandes e Jonas Esticado.


A festa, promovida pela Prefeitura de Paulo Afonso, completa 30 anos, reunindo milhares de pessoas ao longo dos tempos. A Copa Vela foi idealizada na primeira gestão do prefeito Luiz de Deus, em 1989, que este ano celebra três décadas da maior festa de rua da região à frente do Executivo. 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você acredita que os vereadores de Delmiro Gouveia estão fazendo um bom trabalho?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.