Chesf eleva vazão da Usina de Xingó para 1300m³/s e alerta “deixar livre a calha do rio”

Por PA4 | 5 de abril de 2020 às 13:30

Foto: Divulgação

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) informa que, a pedido da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Sergipe, a vazão da Usina Hidrelétrica de Xingó passará de 1.100 metros cúbicos por segundo para 1.300 metros cúbicos por segundo.

Essa medida, segundo a Secretaria, é importante para melhorar a qualidade da água do rio e possibilitar a normalização do abastecimento de água potável para consumo humano, tendo em vista que as chuvas na região e, principalmente, a cheia do Rio Ipanema, causaram alto teor de turbidez (sedimentos argilosos) da água no Baixo São Francisco, prejudicando algumas captações de água.

A vazão de 1.300 metros cúbicos por segundo começa a ser praticada hoje, dia 05/04, e permanecerá até novo comunicado.

A Chesf já informou a todas as entidades cadastradas, como prefeituras e defesas civis do Estado e municípios da Região.

A depender das condições de necessidade energética, a vazão de Xingó pode ser ampliada dos 1.300 metros cúbicos por segundo. Dessa forma, é fundamental deixar livre o espaço por onde o rio passa historicamente (calha do rio).

Veja AQUI a Carta Circular da Chesf

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.