Com novas mutações, coronavírus contamina três vezes mais, afirma Pazuello

Por Redação com Bahia.ba | 26 de fevereiro de 2021 às 5:00

Foto: Agência Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o novo coronavírus consegue contaminar até três vezes mais atualmente do que em outros momentos da pandemia. Em pronunciamento em Brasília, nesta quinta-feira (25), o general reconheceu que o Brasil vive uma “nova etapa da pandemia”. Na quarta (24), o país ultrapassou a marca de 250 mil óbitos pela doença.

“Estamos enfrentando uma nova etapa da pandemia. Hoje, o vírus mutado, ele nos dá três vezes mais a contaminação, e a velocidade com que isso acontece em pontos focais pode surpreender o gestor em termos de estrutura de apoio. Essa é a realidade que vivemos hoje no Brasil”, disse.

No pronunciamento, o ministro falou especificamente da nova linhagem que é predominante em Manaus, capital do Amazonas, a P1. Apesar da fala, ele não explicou em qual estudo se baseou para confirmar a agilidade na contaminação da doença.

“Voltamos a ficar alertas, isso tem se confirmado, novas cepas no Brasil, nova linhagem em Manaus, a P1, extremamente agressiva em termos de contaminação, três vezes mais rápido. Esse vírus já faz parte do cotidiano, está em outros estados brasileiros. Como ela se desenvolve em cada lugar depende de outros fatores, climáticos, sociais, de saneamento, cultura”, acrescentou.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.