Com recomendação, AMA prevê cancelamento de todas as festas públicas de Réveillon em AL

Por Redação com Ascom AMA | 1 de dezembro de 2021 às 4:00

Foto: Tiago Gomes

Com a recomendação a ser expedida em conjunto com o Ministério Público de Alagoas (MPAL), o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), prefeito Hugo Wanderley, diz acreditar que 100% das prefeituras suspendam os eventos públicos com grandes aglomerações até o fim deste ano. Assim, nenhuma cidade deverá bancar comemorações da virada do ano. A sugestão, no entanto, não se refere às festas privadas de Réveillon.

Wanderley ressalta que a tendência é que a totalidade dos municípios alagoanos acate a recomendação de suspender os eventos, com previsão de retorno, apenas, quando houver segurança sanitária à população. Segundo ele, em ocasiões nas quais a AMA expediu orientações, os gestores se colocam à disposição para seguir na mesma linha.

“Ampliamos o diálogo, nos últimos dias, com os prefeitos, com os secretários municipais de saúde, com os membros do Programa Nacional de Imunização em Alagoas e, também, com o Governo do Estado para chegarmos a um denominador comum. Recomendamos prudência na realização destas festas, para que não sejamos responsáveis por um eventual aumento do número de casos de Covid-19 em Alagoas”, detalhou.

O presidente da AMA revelou que, apesar de algumas prefeituras estarem com planejamento para comemorações tradicionais, o momento exige cautela, e boa parte dos chefes do Executivo já havia demonstrado a intenção de suspender a programação. “Acredito que nenhuma cidade realizará festas públicas neste fim de ano”, afirmou.

A recomendação conjunta da entidade com o MPAL deve ser publicada na edição desta quarta-feira (1º) do Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público. Nela, estarão contidos os argumentos para os que os gestores cancelem as festas com grande número de público.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.