Congresso pressiona governo por redução no preço de passagens aéreas

Por Bahia.ba | 15 de fevereiro de 2020 às 9:00

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Sob a justificativa de que o mercado doméstico está concentrado em apenas três empresas, o Congresso Nacional está pressionando o governo de Jair Bolsonaro por redução no preço das passagens aéreas.

Depois de cinco meses em que o parlamento chancelou a cobrança de voos domésticos, os deputados pretendem rever a situação e tornar a cobrança de bagagens pelas companhias novamente um alvo de pressão.

No ano passado, em setembro, os parlamentares decidiram, por 247 a 187 votos, manter o veto de Bolsonaro ao trecho da medida provisória que derrubava a cobrança da taxa de bagagem. Senadores não chegaram a votar.

A posição da Câmara refletia a pressão do setor aéreo, com a justificativa de que haveria entrada de empresas de baixo custo no setor. Ocorre que isso ainda não aconteceu e hoje há, inclusive, dúvidas sobre quando haverá novas companhias atuando com voos domésticos no País.

“Vamos ter de agir, não tem jeito. Isso já virou um engodo”, afirma o deputado Celso Russomano (Republicanos-SP). O parlamentar é autor de projeto que impede a cobrança de bagagem pelas companhias aéreas. As informações são da Folha de S.Paulo.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.