Conselho de Ética da Câmara abre dois processos contra Eduardo Bolsonaro

Por Redação com Bahia.ba | 26 de novembro de 2019 às 17:00

Foto: Divulgação

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados abriu, nesta terça-feira (26), dois processos disciplinares contra o deputado Eduardo Bolsonaro, que pode ser cassado por quebra de decoro, informa o G1.

Os processos foram instaurados a partir de três representações feitas contra o parlamentar – uma da Rede; outra do PT, PSOL e PCdoB; e uma terceira do PSL, legenda à qual o deputado é filiado.

As duas primeiras representações acusam Eduardo de quebra de decoro por fazer alusão a um “novo AI-5”.

“Se a esquerda radicalizar a esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta. E uma resposta, ela pode ser via um novo AI-5. Pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como ocorreu na Itália… alguma resposta vai ter que ser dada”, declarou o deputado, em entrevista ao canal de YouTube da jornalista Leda Nagle.

Baixado no dia 13 de dezembro de 1968, durante o governo de Costa e Silva, o Ato Institucional nº5  foi uma das medidas de maior poder repressivo durante a ditadura, com a cassação mandatos e suspensão de garantias constitucionais.

O PSL, por sua vez, afirma que Eduardo cometeu quebra de decoro ao publicar nas redes sociais ofensas à deputada Joice Hasselmann (PSL), nos dias seguintes à saída da parlamentar da liderança do governo no Congresso.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.