Cunha é atacado após se posicionar de forma neutra no 2° turno

Cunha, em nenhum momento do texto, mencionou os candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Por Novo Extra | 18 de outubro de 2018 às 19:42

 

O deputado estadual e senador eleito por Alagoas Rodrigo Cunha (PSDB) usou as redes sociais para criticar a atual direita radical brasileira.

 

“Vemos uma candidatura apoiada em discursos que se aproveitam da insatisfação da população para propor medidas extremistas que fragilizam a democracia”, destacou em texto publicado no Facebook na terça-feira, 16.

 

O tucano aproveitou também para relembrar do seu passado: “Como todos sabem, fui vítima da violência, mas nem por isso me associei a uma linha de pensamento propagadora do extremismo como instrumento de pacificação e como meio ameaçador da convivência plural entre os mais diversos segmentos da sociedade”.

 

E finalizou: “Sigo firme em nome dos valores democráticos e confiante de que atuarei no Senado em defesa de Alagoas, do Brasil e com muita independência e diálogo com a população”. Cunha, em nenhum momento do texto, mencionou os candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

 

Porém, a carta aberta aos alagoanos, embora tenha sido uma mensagem neutra sobre as eleições, não agradou os eleitores do candidato militar. “Perdeu meu voto! Você deveria ter aberto o jogo antes, não agora que vai ficar 8 anos no Senado. Você foi sabido pra ganhar o voto dos eleitores de Bolsonaro”, disse um internauta.

 

“Aproveite seus oito anos, você só ganhou essa mesmo! Pois você tirou sua máscara depois que ganhou. Vergonhosa sua atitude!”, desabafou outro.

 

Mas teve eleitor que aprovou a atitude de Cunha: “Parabéns pela sensatez, Rodrigo Cunha!! Continue defendendo seus princípios e não se rebaixe ao ódio. Apoio 100%”.

 

“Super apoiado! Ninguém é obrigado a apoiar candidato só pra agradar a seu ninguém! Meu voto em você valeu a pena, penso exatamente igual”, considerou uma seguidora.

 

Leia na íntegra

 

Carta aberta aos alagoanos e brasileiros

 

A política tem como função central gerar bem-estar e liberdade para as pessoas e não pode ser instrumento de propagação de guerras ideológicas desarrazoadas. 

 

Devemos buscar incessantemente a convivência harmônica entre o respeito à diversidade e a preservação da individualidade; entre a busca da liberdade e a construção da igualdade e entre o desenvolvimento econômico e a assistência social.

 

Infelizmente, a polarização política no Brasil ganhou contornos insustentáveis e aponta para a necessidade urgente de um agir comunicativo inovador e que promova pontes entre os cidadãos brasileiros.

 

Do lado do espectro ideológico à direita, vemos uma candidatura apoiada em discursos que se aproveitam da insatisfação da população para propor medidas extremistas que fragilizam a democracia.

 

Como todos sabem, fui vítima da violência, mas nem por isso me associei a uma linha de pensamento propagadora do extremismo como instrumento de pacificação e como meio ameaçador da convivência plural entre os mais diversos segmentos da sociedade.

 

De outro lado do espectro ideológico mais à esquerda, vemos uma candidatura que não conseguiu aglutinar as forças progressistas e democráticas do Brasil a qual insiste em rotas políticas viciadas e em não reconhecer erros partidários históricos.

 

Quero ser o Senador do diálogo e da mediação política. Quero ser o Senador que colabore decisivamente para o Brasil recuperar um centro político propositivo, construtor de políticas públicas progressistas e geradoras de uma cidadania de resultado para os alagoanos e brasileiros.

 

Nosso povo pode continuar a esperar de mim a mesma independência, transparência e equilíbrio na minha atuação política. Foram elas os alicerces na minha estrada da vida.

 


E são estes mesmo atributos que não me fazem sentir representado por nenhuma das candidaturas postas para governar o Brasil, as quais aguçam extremos políticos que não fazem bem ao nosso país. 

 

Por isso, minha orientação é que os eleitores procurem pesquisar e analisar cuidadosamente, buscando sempre a verdade, direcionando o voto de acordo com seus princípios e consciência.

 

Sigo firme em nome dos valores democráticos e confiante de que atuarei no Senado em defesa de Alagoas, do Brasil e com muita independência e diálogo com a população.

 

Rodrigo Cunha




Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.