Danos por óleo no Nordeste serão ‘na casa dos bilhões’, prevê Ibama

Por Redação com o Globo | 5 de novembro de 2019 às 4:00

Foto: Instituto Bioma

Os prejuízos causados pelo vazamento de óleo que atinge o Nordeste serão “na casa dos bilhões”, estimou o presidente do Ibama, Eduardo Bim, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (4).

Autoridades do Ibama, da Polícia Federal e da Marinha ainda não sabem em qual instância haverá uma cobrança sobre os danos — se dentro do país ou em um tribunal internacional.

“O limite máximo de uma multa no Brasil é R$ 50 milhões. Mas pode-se aplicar mais de uma multa, como ocorreu em Mariana (MG), com cinco multas. Na esfera cível, estão envolvidos também os danos operacionais a União, estados e municípios e danos ao turismo. Esse dano não está quantificado ainda. O dano vai ser na casa de bilhões”, previu Bim.

Conforme a PF, o suspeito pelo vazamento é o navio grego Bouboulina, da empresa Delta Tankers.

Coordenador do Serviço de Geointeligência da Diretoria de Inteligência da Polícia Federal, o delegado Franco Perazzoni declarou que ainda não houve a materialização da atribuição de culpa, feita na fase de indiciamento.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.