Delmirense faz retratação pública após compartilhar inverdades em redes sociais contra universitária

Por Redação - Radar 89 | 30 de março de 2015 às 1:13

cats

A comarca de Delmiro Gouveia decretou ao jovem Lucas Sandes Damasceno realizar uma retratação pública para esclarecer às inverdades que fez contra à universitária Natiene Ramalho.

 

A jovem falou com exclusividade ao portal Radar 89 e disse: “No último dia 10 de Dezembro soube que tinha uma foto rolando em grupos do whatsaapp. A foto de uma garota nua e que diziam ser eu. Lucas não foi o único, nem mesmo posso alegar que foi o mentor, mas responde pelo crime de compartilhar imagem e informação inverídica”.

 

 

Retratação Pública

 

Eu, Lucas Sandes Damasceno, venho por meio desta nota de retratação, pedir desculpas publicamente a Natiene Silva Ramalho. Meses atrás, por meio de uma rede social, compartilhei uma inverdade sobre a mesma. Tal compartilhamento pode e deve ter causado grande mal estar tanto para ela, quanto para a sua família.

 

Deixo claro que não compactuo com nenhum tipo de machismo ou preconceito, e que repúdio desde já qualquer tipo de constrangimento causado por publicações como essas.

 

Assumi minhas responsabilidades junto a Natiene Ramalho, onde reiterei meu pedido de desculpas. Espero que toda essa situação sirva de exemplo para que essa cultura machista de compartilhamento de informações errôneas seja extinta e que a sociedade abra os olhos e abomine os conceitos arcaicos que nos rodeiam e, infelizmente, influenciam.

 

 

Nota pública: Que Natiene postou em suas redes sociais após saber do caso.

 

Eu, Natiene Silva Ramalho, venho por meio desta informar que em 10/12/14 às 23:00 horas tive conhecimento de estar sendo a mais nova vítima de um crime de internet. Situação na qual a minha imagem, por meio de uma foto retirada do meu facebook, vinha sendo vinculada COMPROVADAMENTE A IMAGEM DE OUTRA PESSOA em situação de extrema intimidade. Diante disto, tive que agir de maneira rápida e sigilosa. Assim, a autoridade judicial foi informada, o respectivo boletim de ocorrência (B.O.) foi lavrado, os autores da difamação foram localizados, intimados, assinaram o Termo Circunstanciado da Ocorrência (T.C.O.) e responderão pelo CRIME DE DIFAMAÇÃO. Disposto no art. 139: Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação, submete o infrator a pena de detenção, de três meses a um ano, e multa.

Isto posto, essa nota vale para todos os usuários de redes sociais que agem de maneira irresponsável, bem como para as vítimas e/ou futuras vítimas, que tiveram ou possam vir a ter a sua honra violada, a sua imagem manchada. Enfim, fica o ALERTA; CRIMES desta natureza podem e devem ser reparados pela justiça.

 

 

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.