Desinformação pode comprometer a democracia, diz Barroso em pronunciamento

Por Redação | 27 de setembro de 2020 às 18:00

Foto: Roberto Jayme/ASCOM/TSE

Um dia antes da largada da campanha eleitoral, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, fez um pedido aos cerca de 148 milhões de eleitores brasileiros para que tomem cuidado em evitar a contaminação da Covid-19 e avaliou que “outro vírus que ronda as eleições” pode causar estragos maiores. Barroso se referia à notícias falsas e campanhas de desinformação e difamação. O ministro falou em pronunciamento transmitido em rede nacional na noite do sábado (26).

De acordo com o ministro, o “vírus das fake news”, é capaz de comprometer não a saúde pública, mas a própria democracia.

“Uma causa que precise de mentiras, de ódio ou de agressões não pode ser boa. Pense nisso. Não faça aos outros o que não gostaria que fizessem com você. O mal faz mal mesmo é a quem o pratica”, disse o ministro, que também integra o Supremo Tribunal Federal.

Barroso defendeu ainda a importância dos cuidados com a saúde nos dias de votação e orientou os candidatos a evitar distribuição de materiais impressos e recomendou que as reuniões sejam feitas em lugares abertos.

“A principal forma de transmissão da doença ocorre quando uma pessoa fala ou respira próxima da outra. Por essa razão, as recomendações mais importantes são: evitar aglomerações, manter distância mínima de 1 metro das outras pessoas e sempre utilizar máscara”, completou.

*Com informações do portal Bahia.ba 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.