Dívida do governo Bolsonaro com organismos internacionais passa de R$ 4 bilhões

Por Redação | 27 de outubro de 2020 às 17:00

Foto: Isac Nóbrega/Presidência da República

A dívida do governo brasileiro com organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU) e Organização Mundial da Saúde (OMS), é da ordem de R$ 4 bilhões. De acordo com informações do UOL, com dados solicitados pelo Valor Econômico ao Ministério da Economia, foram pagos apenas R$ 15,4 milhões dos R$ 4,2 bilhões que precisariam ser repassados às entidades, fundos e bancos dos quais o país é membro.

Entre as dívidas do governo, estão R$ 84,44 milhões para a OMS, R$ 458,45 milhões para a ONU, R$ 28,77 milhões para a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e R$ 90,32 milhões para a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Os únicos organismos que receberam recursos foram a Secretaria do Mercado Comum do Sul do Mercosul (SM), Centro Interamericano de Administração Tributária (CIAT), Comissão Latino Americana de Aviação Civil (CLAC), Organização Internacional do Café (OIC), Organização Marítima Internacional (IMO), Organização Mundial das Aduanas (OHI) e Organização de Aviação Internacional (OACI).

O Ministério da Economia afirmou que o governo tem trabalhado pra manter suas obrigações, apesar do cenário de retração fiscal. No entanto, ponderou que o orçamento de 2020 ainda está em andamento e ajustes à peça orçamentária estão sendo estudados.

“(…) os pagamentos serão realizados, caso haja espaço orçamentário no restante do ano”, afirmou a pasta.

O Brasil faz parte de 137 organismos internacionais, sendo 13 missões de paz, 106 organizações intergovernamentais, 8 bancos multilaterais e 10 fundos internacionais.

Bahia.ba 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.