Drama: família procura há 15 dias mulher que foi assassinada e teve o corpo jogado em rio

Mulher foi assassinada pelo marido e depois teve corpo jogado no Rio São Francisco, local chega a 100 metros de profundidade.

Por Ítallo Timóteo | 22 de setembro de 2016 às 3:00

grhr
Rafaela Rodrigues é irmã da vítima e conta drama que a família vive. Assista o vídeo no link abaixo.

Um crime bárbaro mexeu com a população de Olho D’água do Casado, no Sertão de Alagoas no início deste mês. Maria Betânia conhecida como ‘Tânia’ 32 anos, teria sido assassinada e depois teve o corpo jogado no Rio São Francisco pelo marido identificado como Joílson Severo, mais conhecido como ‘Miba’ que é Guarda Municipal na cidade, ele foi preso três dias depois do crime. Relembre o caso, clicando AQUI.

 

Há 15 dias, a família vive um drama. Desde que a polícia tomou conhecimento, buscas foram efetivadas, mas o corpo não foi localizado. Equipes do Corpos de Bombeiros estiveram pela última vez, nessa quarta-feira (22), na localidade conhecida como ‘Serra do Camaleão’ localizada a 5 quilômetros da cidade.

 

Segundo apurou a reportagem do Radar 89, os mergulhadores estavam tendo dificuldade, visto que o local tem uma profundidade de 90 a 100 metros, e os cilindros (equipamentos para mergulho) alcança apenas a 40 metros e por isso as buscas foram interrompidas.

 

Rafaela Rodrigues que é irmã de Tânia teria informado e a nossa reportagem, que os bombeiros estavam aguardando a chegada de um ‘sonar’ equipamento que permite o alcance de uma profundidade de 100 metros.

 

Veja vídeo do depoimento de Rafaela a equipe, clicando AQUI.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.