Editorial do domingo: Oposição na eleição anterior, grupo de Xepa terá o apoio de Gualberto em 2016

População estar revoltada com atual união do opositor com o governante.

Por Redação | 8 de novembro de 2015 às 13:49

Divulgação
Divulgação

Talvez a presidenta Dilma Rousseff esteja certa em dizer Olho D’água do “Cansado”, (Dilma confundiu o nome Casado com a tal palavra, durante o seu discurso na inauguração do trecho III do Canal do Sertão. Leia mais…). É que realmente, a população daquela cidade está cansada de tanta politicagem e de pouca política. Pois é, em pleno século XXI, podemos ver que o interesse predomina, e quando há um interesse em obter algo, esqueçam o passado, viva o presente e vamos em busca do futuro. Talvez seja esse, o pensamento do ex-prefeito daquele município cansado, Wellington Damasceno, mais conhecido como “Xepa”.  Líder político, e bem aceitável por parte da população, o popular terá o apoio do seu ex-rival e agora aliado, prefeito Gualberto Pereira, esse então que nem se fala, faz tempo que a população o detona, e diz que ele não faz nada, obras inacabadas, salários atrasados e outras mazelas predominam o município. E o político diz que estar tudo bem. Será?

 

A população do município, ficou surpresa nos últimos dias ao saber que Gualberto Lisboa terá como sucessor o Diogo Freitas, que é filho do “Xepa”, o acordo já foi selado, e o grupo diz, vim forte, para disputar o pleito municipal com o grupo que eles traíram ou foram traídos, que é o grupo do Zé da Emater. Esse mesmo, foi o candidato apoiado por Xepa, na última campanha, e nessa disputa no modo popular de dizer o “peão cantou” em alguns comícios o grupo de Zé, quis enfrentar o grupo de Gualberto e o caso veio parar na Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP) de Delmiro Gouveia. E quem lá estava? Xepa e cia.

 

Mas, o que leva dois “inimigos políticos” se unirem? Seria para o bem do povo? (…) De acordo com alguns moradores, NÃO!

 

Vejamos os motivos e os desabafos de alguns moradores, que com medo de represálias não quiseram serem identificados.

“Nasci e me criei em Olho D’água do Casado, são mais de vinte anos aqui, e me entristeço ao sair nas ruas e ver obras inacabadas como: Ginásio de Esportes, Pronto Socorro, casas populares e muitas outras obras paradas, será que faltou dinheiro? Ou tomou outros rumos?” Afirma o casadense.

 

As críticas ao atual governo continuam e mais um morador diz:

 

“Sou funcionário público contratado, estou há mais de três meses sem receber, mas mesmo assim sou obrigado a ir prestar serviços”.

 

Na verdade, essa aliança entre o grupo de Gualberto e Xepa foi refeita, por quê isso já existia desde 2004, quando sem candidato para lançar a prefeitura de Olho D’Água do Casado, o Gualberto resolveu apoiar o “Xepa”, que na época era vereador por Piranhas e iniciava a sua trajetória na cidade vizinha.

 

Mas depois de um encontro com pizza, o martelo foi batido, “e vamos em busca da vitória da eleição de 2004”, finalizado as urnas, vem a apuração de votos e o novo prefeito da cidade é o Xepa e Elio Marques de Alencar, cunhado do atual prefeito.

 

Como toda história de novela e filmes, o começo são flores, o final ela se transformou em grandes espinhos. Revoltado com as atitudes do Xepa, Gualberto se revolta e inicia a caminhada para disputar as eleições com quem ele próprio apoiou.

 

Chegado o ano de 2008, depois de uma eleição acirrada, Gualberto vence o pleito contra (Xepa e Cia), governa a cidade até 2012, e mais uma vez, de forma acirrada Gualberto vence Zé da Emater que era apoiado por (Xepa e Cia).

 

Nessa novela de amor e ódio, o próximo capítulo envolve mais uma vez a união, juntos (Xepa, Gualberto e companhia limitada) prometem aquecer a política local e realizarem mais uma disputa acirrada, se caso ganharem, será que Gualberto voltará a se revoltar e em 2020 colocará o seu nome novamente à disposição? Vamos aguardar!

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.