Eleições 2020: O que sobra da vontade para ser prefeito(a) em Delmiro, falta na articulação para formar alianças

Por Redação | 8 de setembro de 2020 às 3:00

Foto: WTProdutora

Em 15 de novembro, os delmirenses vão eleger o novo prefeito(a), vice e vereadores que vão representar a população no período 2021 – 2024. Com uma nova configuração, o pleito promete ser um dos mais enigmáticos.

Numa eleição totalmente atípica, por conta da pandemia da covid-19, que assola o mundo, muda-se a total configuração deste importante momento da democracia.

Outro fator que precisa ser pautado é a divisão popular e isso se estende aos grupos que desejam pleitear uma vaga no Executivo. E com a descrença em parte dos políticos, em detrimento da falta de representatividade dos eleitores, alguns grupos surgiram.

Essa nova vertente de uma eleição com variadas candidaturas traz à tona uma importante questão, as pessoas estão mais atentas nas ações que norteiam a vida e desejam ser agentes ativos da cidade, seja no Legislativo, seja no Executivo.

Ao fazermos uma pesquisa nos últimos 20 anos da história da cidade, todos os gestores, estiveram envolvidos em casos de corrupção. Esses episódios estamparam a história política da cidade em páginas locais, estaduais e nacionais.

Tendo em vista essa ‘mancha’ na história da cidade, os eleitores, por sua vez, passaram a ficar ainda mais descrentes com o destino que a cidade tomou.

E nesse vai-e-vem da passagem de gestores considerados de direita e esquerda, a cidade, em meio à uma pandemia, tem um dos piores índices sanitários e, mais uma vez, fomos destaque nacional, de maneira negativa, vale ressaltar.

Eleição, alianças e Fake News

Voltando para os dias atuais, o cenário atual mostra uma cidade indecisa e com receio do cenário pós-pandemia, o que pode, com influência da crise sanitária, dispersar os eleitores do pleito.

E com a revolução tecnológica, nas redes sociais, onde todos produzem conteúdo, o cenário das notícias falas (Fake News), tentam reconfigurar e trazer um cenário ilusório, o que pode ser combatido com o passar da campanha, que tem início após as convenções.

Para os que desejam dar uma nova configuração a cidade, batizada como a Terra do Pioneiro, precisa entender que as alianças devem ser feitas com bastante cautela

Não é apenas olhar para o umbigo, mas entender que o coletivo se sobrepõe ao individual. Para quem quer governar o município e tirar a ‘mancha’ negativa que assola a cidade, precisa entender que o diálogo é o melhor caminho e que as pessoas têm nas mãos um elemento fundamental – a informação!

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.