Em 2023, Segurança Pública prendeu mais de seis mil criminosos em Alagoas

Por | 25 de setembro de 2023 às 9:53

O trabalho de combate à violência em Alagoas segue com diversas ações repressivas e preventivas. De acordo com os dados dos núcleos de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Polícia Civil (PCAL), 6.011 prisões foram efetuadas em Alagoas de janeiro a 20 de setembro de 2023.

De forma integrada, as forças de segurança atuam para garantir a tranquilidade do povo alagoano, principalmente, com a retirada de integrantes de organizações criminosas das ruas. Além das prisões registradas pela SSP em todo o estado, foram confeccionados 101 autos de investigação de ato infracional instaurados por flagrante em desfavor de indivíduos com menos de 18 anos de idade.

Ainda segundo as informações, da quantidade de prisões, cerca de 70% do número de casos (4.172) foram realizadas em situações de flagrante delito. Já os demais registros, foram ocasionados durante operações promovidas com o objetivo de cumprir mandados judiciais de prisão em desfavor de diversos criminosos.

 

Parte deste trabalho de cumprimento de mandados de prisão, expedidos pelo Poder Judiciário, tem sido realizada pela força-tarefa criada dentro da Segurança Pública, em maio de 2022, que une os setores de Inteligência de todas as forças policiais. A equipe também tem tido um grande apoio da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), que é responsável pelos presídios e pela Polícia Penal.

Em um ano, o grupo especializado recapturou 884 pessoas que estavam foragidas do Poder Judiciário por diversos crimes. Somente em 2023, 670 indivíduos retornaram ao sistema prisional, graças ao trabalho da força-tarefa integrada. De acordo com o secretário executivo de Políticas de Segurança Pública, da SSP, coronel Patrick Madeiro, o trabalho tem focado no combate aos crimes contra a vida.

“Mais de 42% das prisões que ocorreram foram contra pessoas envolvidas em homicídios. Infratores que, normalmente, integram alguma organização criminosa que pratica também outros delitos como tráfico de entorpecentes, porte ilegal de arma de fogo e roubos. Vale ressaltar ainda que somente essa equipe conseguiu tirar mais de 90 estupradores, que atuam, infelizmente, na maioria das vezes contra vulneráveis. Esse é um trabalho árduo, mas que tem trazido para Alagoas mais tranquilidade, deixando o estado mais seguro”, afirmou o oficial.

 

Em agosto, Alagoas registrou mais uma queda nos índices de criminalidade. Conforme apresentado pelo governador Paulo Dantas e pelo secretário da Segurança Pública, Flávio Saraiva, o mês apresentou uma redução de 27% no número de mortes violentas intencionais em relação ao mesmo período do ano passado, conquistando o menor número desde o início da série histórica em 2012. Em agosto de 2023, foram 57 casos

O secretário comemorou os dados e afirmou que o trabalho integrado que resulta na prisão de foragidos da Justiça tem contribuído bastante para a redução dos crimes. Ainda segundo Flávio Saraiva, as ações vão continuar trazendo melhores patamares para Alagoas.

“Vamos continuar atuando forte para combater todo tipo de crime em nosso estado. A força-tarefa tem sido fundamental para a garantia da tranquilidade e isso se deve muito ao trabalho conjunto. Temos sido bastante elogiados pelas ações de inteligência, que têm inclusive prendido um dos homens que mais se envolveu em ataques a bancos do Brasil. Quero inclusive parabenizar o trabalho desenvolvido, pois sabemos que juntos somos fortes e, integrados, somos imbatíveis”, concluiu o secretário da Segurança Pública.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.