Guedes diz estar esperançoso após Câmara aprovar PEC dos Precatórios

Por Redação com Metrópoles | 13 de novembro de 2021 às 10:00

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (11/11) que está bastante esperançoso com a PEC dos Precatórios após a aprovação na Câmara dos Deputados. O resultado foi de 323 votos a favor. A declaração ocorreu durante participação na conferência Itaú Macro Vision, organizada pelo Itaú Unibanco.

A proposta ainda precisa ser aprovada pelo Senado antes de ser promulgada e começar a valer.

A PEC é a principal aposta do governo para viabilizar o programa substituto do Bolsa Família, o Auxílio Brasil – que deve garantir um benefício mensal de R$ 400 até o fim de 2022. Para isso ser possível, contudo, é necessário abrir espaço no Orçamento de 2022. Ao todo, a verba necessária é de R$ 91,6 bilhões.

Diante disso, muitos críticos chamam a proposta de “PEC do Calote”, o que Guedes defendeu que “evidentemente não é”.

“A primeira grande vantagem é que (a PEC) torna Orçamento exequível. A segunda grande vantagem, mais importante ainda, é que isso se estende para todo futuro previsível, ou seja, não vai haver mais sustos nos precatórios”, afirmou.

O ministro também destacou que a economia brasileira continua “muito forte” e avaliou que estados e municípios estão com o cenário fiscal melhor porque o governo travou despesas.

Reforma administrativa

Durante a participação no evento, Guedes também declarou que o governo vai trabalhar para aprovar a reforma adminstrativa ainda neste ano.

O ministro pediu apoio do empresariado nessa pauta e citou o gesto do governo ao prorrogar a desoneração da folha de pagamento por 2 anos, pauta de grande interesse do setor.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.