Infectologista comenta transmissão de coronavírus por sexo: ‘Não há conclusão’

Por Bahia.ba | 25 de março de 2020 às 14:00

Foto: Foto: Michael Schwenk/Fotos Públicas

Infectologista da Unifesp (SP), Sandra Oliveira explica que, embora não haja certeza da transmissão do coronavírus por meio do sexo, não é possível descartar a possibilidade. Em entrevista à Folha de S. Paulo, a especialista comenta que, como foi documentada a possbilidade de transmissão do Sars-CoV-2 por urina e fezes, “não se pode descartar a possbilidade”.

“Cabe, então, usar bom senso. Ao ter qualquer sintoma relacionado ao novo coronavírus, evite beijos na boca e práticas sexuais de qualquer tipo”, diz ela, ao reforçar que há a possibilidade de transmissão pelo líquido vaginal ou sêmen. A especialista respondeu a questionamentos de leitores do jornal, nesta quarta-feira (25).

“Vale lembrar que idosos fasem parte do grupo com maior risco de ter a Covid-19 em sua forma grave, por isso, os cuidados devem ser redobrados [para este público]”.

ENQUETE
  • Na sua opinião, em qual área o governo da sua cidade deve investir mais?

    • Saúde (58%, 42 Votos)
    • Educação (15%, 11 Votos)
    • Agricultura (10%, 7 Votos)
    • Infraestrutura (8%, 6 Votos)
    • Turismo (5%, 4 Votos)
    • Ação Social (4%, 3 Votos)

    Total de Votos: 73

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.