Investimentos em novas tecnologias garantem agilidade nas operações policiais em AL

Por Agência Alagoas | 30 de maio de 2019 às 22:04

 

A integração tem sido o norte das políticas adotadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) para reprimir crimes e reduzir a violência em Alagoas. Além das ações operacionais, há um trabalho estratégico que tem sido fundamental para o sucesso das demais ações, que é o investimento em tecnologia e o desenvolvimento de ferramentas e aplicações que contribuem para o sucesso da atividade policial.

 

Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado fez diversos investimentos, como aquisição de equipamentos de proteção individual, coletes e armamentos, também construiu e reformou unidades da Polícia Civil e Militar, implantou os Centros Integrados de Segurança Pública (Cisp) e lançou a Força Tarefa, que além de aumentar o número de viaturas nas ruas, possibilita que os militares trabalhem em suas folgas e sejam remunerados por isso.

 

Recentemente, a Chefia de Tecnologia da Informação (TI) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) expandiu para municípios do interior a Central de Atendimento e Despachos (CAD), que possibilita a integração de várias tecnologias e aplicações, otimizando o serviço das polícias e garantindo acompanhamento em tempo real de todas as ocorrências em andamento, além de fornecer informações de logística e outros serviços. A tecnologia também garante no futuro a integração com outros sistemas e aplicativos.

 

A expansão das tecnologias desenvolvidas pela SSP garantiu também que o Centro de Operações Policiais (Copom) começasse a funcionar nos municípios de Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Maragogi e Palmeira dos Índios. Em breve, o Copom também estará em funcionamento em União dos Palmares e Joaquim Gomes.

 

De acordo com o chefe de Tecnologia da Informação da SSP, major Anderson Cabral, as melhorias vão adaptar e dar mais qualidade aos usuários do sistema do 190, além de possibilitar acompanhamento em tempo real das ocorrências, ter uma visão geral do efetivo e emprego policial e respaldar o setor de estatística para colher informações com melhor qualidade.

 

“Com isso estamos gerando um fluxo de informações com mais qualidade, visando melhorias no emprego do policiamento principalmente no interior do estado. A 3ª Seção do Estado Maior da Polícia Militar, em conjunto com o Comando de Policiamento no Interior (CPI), está normatizando o funcionamento dessas atividades, que também trará diversas melhorias ao serviço”, disse.

 

A convergência de informação também possibilita que o sistema tenha expansão de acordo com as necessidades de cada força de segurança. Com isso, será possível agrupar no mesmo fluxo de informação outros órgãos que atuam em parceria com a Segurança Pública, o que possibilitaria uma base de dados mais robusta e cada vez mais eficiente.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Como você avalia a gestão de Maristela Sena em Piranhas?

    Resultado da Enquete

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.