Mais de 400 servidores da saúde já foram atendidos pelo Acolhe Sesau

Por Ascom Sesau | 5 de agosto de 2020 às 16:00




Foto: Ascom

Criado em junho deste ano, o Acolhe Sesau já atendeu 403 servidores em sofrimento psicológico, dos 1.300 profissionais monitorados pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMTs) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O programa foi desenvolvido pela Gerência Executiva de Valorização de Pessoas (GEREVP), por meio dos Serviços de Saúde Ocupacional, da Gestão de Desenvolvimento e Educação da Saúde (GDES) e do Núcleo de Atenção à Saúde e Segurança do Servidor (NASS), visando assistir os trabalhadores da saúde estadual neste período de pandemia da Covid-19.

Baseado em três eixos fundamentais, o primeiro foca a assistência clínica aos profissionais, seguido pela assistência psicológica e a educação em saúde, que visa orientar para prevenir o contágio pelo novo coronavírus. Executado em parceria com o Alô Saúde Mental, o serviço funciona todos os dias da semana, das 7h às 19h e atende via plataforma de whatsApp, disponível pelo número 3315-1532 e através de um chat exclusivo no portal www.saude.al.gov.br, onde o usuário escolhe a opção Apoio Psicológico para Trabalhadores da Saúde, que irá migrá-lo para o atendimento com um psicólogo.

“Com a pandemia da Covid-19, a área de Segurança e Saúde Ocupacional da Sesau e das unidades vinculadas, tem voltado seus esforços a desenvolver ações de cuidados a esse trabalhador, visto que, a doença tem provocado profunda transformação na sociedade e em especial, na rotina dos profissionais da saúde. Espera-se que essas iniciativas possam alcançar o maior número de trabalhadores, com vistas a contribuir para o acolhimento, o cuidado e a qualificação da força de trabalho da Sesau”, salienta a psicóloga Nayara Calheiros, coordenadora de Gestão de Saúde e Segurança do Servidor da Sesau.

Ela explica, ainda, que além de acessar o Acolhe Sesau pelos canais disponibilizados, o profissional com suspeita ou confirmação da Covid-19, recebe uma ligação diretamente da equipe de psicólogos, caracterizando a busca ativa. E por meio da classificação de risco, este profissional adentra o serviço de acompanhamento do programa e, durante uma semana, ele receberá mensagens de monitoramento, verificando como está em relação a queixa inicial.

Educação em Saúde – Quanto ao eixo Educação em Saúde e Segurança, a Gestão de Desenvolvimento e Educação da Saúde (GDES) da Sesau identificou e relacionou diversos cursos online para atender ao trabalhador da saúde na temática da Covid-19. Também foram disponibilizadas vídeo-aulas voltadas para auxiliar adequadamente o manejo de pacientes e usos de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Destaca-se ainda, que foi realizada, parceria da Sesau com a OPAS [Organização Pan-americana da Saúde] e o CONNASS [Conselho Nacional de Secretários de Saúde], visando a implantação dos cursos “Cuidados Clínicos na Síndrome Respiratória Aguda Grave e Prevenção e Controle de Infecções (PCI) Causadas pelo Novo Coronavírus” na plataforma Educ@sesau, que já estão com 60 profissionais inscritos”, ressalta Patrícia Bezerra, assessora técnica de Gestão de Desenvolvimento e Educação em Saúde da Sesau.



Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.