Médicos da UPA paralisam atendimentos parcialmente por falta de pagamento

Paralisação já dura mais de uma semana. Essa não é a primeira vez que a Unidade de Saúde em Delmiro Gouveia fica nessa situação.

Por Ítallo Timóteo | 2 de fevereiro de 2018 às 13:49

 

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h), de Delmiro Gouveia voltou a paralisar parcialmente os atendimentos, o motivo a mesma coisa de sempre, falta de pagamento dos profissionais médico que já chega a dois meses.

 

A paralisação já passa de mais de uma semana e ainda não tem perspectiva de retorno. Apenas atendimentos urgência e emergência estão sendo realizados. Os custos da UPA são pagos pela União, Governo Estadual e Município, mas apenas o município não está repassando o valor. A reportagem do Radar 89 entrou em contato com o secretário de saúde da cidade, André Ramalho, que se manifestou dizendo:

 

“Desde quando cheguei em Delmiro Gouveia me deparei com essa situação da Upa, onde o município de Delmiro implantou esse equipamento há alguns anos atrás e hoje devido à queda de receita não consegue arcar com o custo dela, e não se pode fechar porta de atendimento na saúde como você bem sabe, na quarta feira terá uma reunião entre secretaria, prefeitura e o jurídico do instituto que administra a Upa, gostaria de aguardar as decisões para aí sim ir às rádios e informar a população o futuro da Upa no município.”

 

Nós tentamos um contato com alguém do Instituto DIVA que administra a UPA, mas ninguém quis falar sobre o caso.

 

Com a paralisação parcial da UPA, o Hospital Antenor Serpa fica sobrecarregado com vários pacientes de Delmiro e de cidades circunvizinhas.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.