Morador denuncia servidores da Equatorial: “estavam mexendo no contador às 4h da madrugada”; Ascom esclarece motivo

Por | 8 de fevereiro de 2024 às 9:44

Caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 7. Assessoria de Comunicação da Equatorial informou que verificação periódica é efetuada segundo critérios estabelecidos na Resolução 1000 da ANEEL.

Um morador de Delmiro Gouveia procurou a reportagem do italotimoteo.com.br para denunciar um procedimento realizado em sua residência durante a madrugada desta quarta-feira, 7, por funcionários da Equatorial Energia Alagoas. Segundo o denunciante, uma equipe estava vistoriando o contador de energia às 4h da madrugada. Em resposta a denúncia, a Assessoria de Comunicação do órgão, disse que o procedimento é efetuado com base nos critérios estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Segundo o denunciante, ele percebeu uma movimentação e barulho na porta de casa e ao observar o Circuito de Monitoramento que ele tem em seu imóvel, percebeu que eram profissionais da Equatorial realizando uma inspeção em seu contador de energia.

Diante do episódio, ele disse que ficou acompanhado as câmeras e depois de alguns minutos os profissionais saíram. Em contato com a Assessoria de Comunicação foi enviado uma nota de esclarecimento sobre o ocorrido.

Confira na íntegra:

A Equatorial Alagoas esclarece que a verificação periódica dos medidores de energia elétrica, instalados nas unidades consumidoras, é efetuada segundo critérios estabelecidos na Resolução 1000 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), independente do horário em que a atividade será realizada. A Distribuidora ressalta, que durante as inspeções as equipes de campo não realizam a abordagem aos consumidores, pois estão apenas fazendo uma verificação do funcionamento dos equipamentos.

Esclarece ainda que apenas quando são identificadas irregularidades durante as inspeções, é que os clientes são notificados e o serviço realizado na presença do responsável pelo imóvel.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.