Morre criança que foi atropelada por D-20 que presta serviço a Prefeitura de Olho D’água do Casado

Ana Tereza estava internada há 60 dias no HGE. Com exclusividade a mãe da criança concedeu entrevista e relatou que irá procurar a justiça.

Por Ítallo Timóteo | 3 de maio de 2018 às 18:00

 

Morreu nesta quinta-feira (3), depois de passar quase 60 dias internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Geral do Estado (HGE) em Maceió, uma criança de quatro anos de idade identificada como Ana Tereza Martins Angela, natural de Olho D’água do Casado, Sertão de Alagoas.

 

Ana Tereza, foi atropelada por uma caminhonete D-20, que presta serviço à Prefeitura Municipal de Olho D’água do Casado no dia 8 de março deste ano, no Povoado Poços Salgados, zona rural da cidade. Na época ela chegou a ser socorrida por um Helicóptero do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h) de Delmiro Gouveia.

 

Segundo apurou o Radar 89, através da família, o acidente aconteceu quando a criança estava chegando da escola por volta das 12h. “Ela estava na cabine da caminhonete, quando desceu e ao passar pela frente do carro, o motorista acelerou e passou com a roda por cima da cabeça de minha filha.” Disse a mãe que estava no ‘terreiro’ da residência e presenciou a cena.

 

Ainda segundo a família, além das condições de insegurança em que as crianças eram transportadas, não havia nenhuma pessoa, além do motorista que pudesse controlar a entrada e saída do veículo.

 

Por telefone, Dona Maria Calialane da Silva Martins, 35 anos, mãe da criança, contou detalhes do acidente e dos dias de luta que passou em Maceió.

 

“Foram quase 60 dias de sofrimento, tentei de tudo para salvar minha filha, mas não consegui, agora irei procurar a justiça para tomar as medidas cabíveis.” Destacou.

 

Calialane frisou que desde o dia do acidente, a Prefeitura de Olho D’água do Casado, não prestou nenhum apoio à família.

 

“Enquanto estive em Maceió, não recebemos nenhum tipo de apoio, meu marido teve que vender criações de animais que tínhamos para arcar com as diversas despesas entre remédios, estadia, alimentação e outros.” Ressaltou.

 

Entramos em contato com o prefeito José dos Santos, mais conhecido como Zé da Emater, mas não obtivemos êxito. Por outro lado, a reportagem conversou com a Assessoria de Comunicação que informou que até o fim do dia uma Nota de Esclarecimento será encaminhada ao site.

 

O corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió. O sepultamento será realizado nesta sexta-feira (4), às 9h, no cemitério da cidade de Olho D`água do Casado.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.