MP investiga divergências no número de vítimas das chuvas informado por municípios

Por Cada Minuto | 8 de junho de 2017 às 8:51

3fcfa13c-51fe-4511-86e9-67c6ec1d7ffbApós as divergências apresentadas pelas prefeituras dos municípios atingidos pelas chuvas, com relação ao número de desalojados e desabrigados, o Ministério Público irá investigar a discrepância do número divulgado inicialmente de 39 mil, para o agora constatado de 1.348 vítimas.

 

Na última segunda-feira, 06, a Defesa Civil há havia informado que o número de pessoas atingidas teria caído para 7.600 pessoas. No entanto após reunião na tarde desta quarta-feira, 07, foi constatado o valor muito abaixo dos anteriormente divulgados.

 

O MP suspeita que as prefeituras tenham superfaturados os números de vítimas para que os recursos destinados fossem maiores. Os promotores ficaram espantados com altos números informados.

 

Um dos municípios indicava no Formulário de Informação de Desastres (FID), um total de 500 desabrigados, mas na averiguação foi constatado que não havia nenhum. Além de oito cidades que não apresentam mais nem desabrigados nem desalojados.

 

Os municípios que tiveram maior queda no número de vítimas, apresentados no novo relatório, foram Marechal Deodoro, São Luís do Quitunde, São Miguel dos Campos e Viçosa.

 

A Secretaria de Comunicação do Estado disse que todo o dinheiro destinado aos municípios alagoanos afetados pelas chuvas, 13 milhões, será devolvido.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.