Mulher é presa em Alagoas após matar o próprio cachorro e beber sangue do animal

A pena é de um ano, mas quando o animal morre, aumenta para um ano e quatro meses.

Por Anderson Cleyverson com TNH1 | 14 de agosto de 2018 às 22:36

Município de Roteiro fica localizado a 82 km de Maceió | Reprodução/São Miguel Web

 

Nesta terça-feira, 14, uma mulher identificada como Luciene da Conceição, 53 anos, foi presa no município de Roteiro, região Sul de Alagoas, após matar o próprio cachorro e admitir ter bebido o sangue do animal.

 

A informação foi confirmada pelo delegado de São Miguel dos Campos, João Marcello Almeida, para onde ela foi levada pela polícia.

 

“Ela chegou à delegacia por volta do meio dia. Aparentava estar embriagada, e admitiu tudo”, disse o delegado João Marcello. “A justificativa que ela deu [para beber o sangue do animal] foi de que teria praticado um ritual”, completou.

 

Segundo o delegado, Luciene deve responder por maus tratos a animais. “A pena é de um ano, mas quando o animal morre, aumenta para um ano e quatro meses”, explicou João Marcelo. “Como a pena é inferior a dois anos, é lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), e ela deverá comparecer em juízo”, afirmou.

 

Anderson Cleyverson com TNH1

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.