Mulher que foi encontrada morta na BR-423 em Água Branca é identificada pela família

Mulher era natural de Mata Grande e teria vindo a Delmiro Gouveia para receber aposentadoria. A família relatou que ela tinha problemas com o alcoolismo.

Por Anderson Cleyverson | 5 de junho de 2018 às 15:49

 

Foi identificado no início da tarde desta terça-feira, 5, o corpo da senhora Maria Tereza, mais conhecida como “Terezinha”, vítima de atropelamento em um trecho da BR-423, no Povoado Maria Bode, em Água Branca, Sertão de Alagoas.

 

Segundo apurou o Radar 89, ‘Terezinha’, residia em Mata Grande e teria vindo nesta segunda-feira, 4, para Delmiro Gouveia para receber o seu benefício do Governo Federal. No período da tarde, ela foi vista consumindo bebida alcoólica em um bar no Povoado.

 

“Ela estava sozinha e consumiu muita bebida alcoólica, já no fim da noite ela pagou a conta e seguiu caminhando pela rodovia.” Relatou um homem à polícia.

 

Acredita-se que pela noite, a mulher acabou sendo atropelada por um veículo, o motorista fugiu do local sem prestar socorro e informar a polícia.

 

O corpo foi encontrado por um carroceiro que passava pela rodovia e avistou o mesmo as margens da BR. As Polícias Rodoviária Federal, Militar e Civil foram acionadas para os procedimentos legais.

 

Por volta das 14h, uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca recolheu o corpo. O caso será investigado pela delegacia distrital de Água Branca.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.