Operação integrada desarticula organização criminosa no Sertão de Alagoas

Por SSP/AL | 31 de janeiro de 2019 às 3:25

 

A Secretaria da Segurança Pública realizou, nesta quarta-feira (30), uma operação integrada com as Polícias Civil e Militar com o objetivo de desarticular organizações criminosas que atuavam no Sertão de Alagoas. Os alvos são envolvidos com tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

 

Batizada de Prossecução, a operação foi fruto de um trabalho investigativo que durou seis meses e constatou a atuação de três organizações criminosas que agiam de forma interligada nos municípios de São José da Tapera, Olho D’ Água das Flores e Pão de Açúcar, no Sertão, além de Maceió. Ficou constatado também que alguns dos integrantes investigados seriam autores e executores dos últimos conflitos entre facções criminosas ocorridos em Pão de Açúcar.

 

Com base nas provas técnicas apresentadas, o Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado, fez as representações e a 17ª Vara Criminal da Capital expediu 29 mandados, sendo 14 de prisão e os demais de busca e apreensão, que foram cumpridos nas cidades citadas.

Foram presos no Sertão do estado Maria Marta de Oliveira, conhecida como Marta; Thamara Victoria Santos Melo, conhecida como Rafaela; Lucas Santos Silva, o Luca, e um homem identificado por enquanto como Adriano, conhecido também como Lobão.

 

As equipes policiais também prenderam Josafá Brasilino de Farias em flagrante. Ele estava em uma das residências alvo de cumprimento de mandado de busca e apreensão. No local foram apreendidas sete armas, sendo uma calibre 12; um calibre  32, um calibre 36, um calibre 28, um calibre 38 e outas duas que não tiveram seu calibre definido.

 

Participaram da operação policiais militares do 3°, 7°, 9° e 10° Batalhões, Batalhão de Operações Especiais (Bope), Companhia de Operações Especiais (Copes/Caatinga), Grupamento Aéreo, Tigre e Asfixia.

 

Os presos foram conduzidos para Delegacia Regional de São José da Tapera para os procedimentos cabíveis. A investigação continua até a prisão de todos os integrantes das organizações criminosas. A população pode colaborar com a Segurança Pública realizando denúncias anônimas através do Disque Denúncia 181. O anonimato é garantido.

 

Publicidade:

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Como você avalia a gestão de Maristela Sena em Piranhas?

    Resultado da Enquete

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.