Operação policial em AL termina em mortes e prisões de suspeitos de assalto a bancos

As investigações apontam que o grupo também era suspeito de assaltos em outros estados do país.

Por Redação com G1 | 25 de fevereiro de 2019 às 22:30

Uma operação policial no fim de semana resultou na morte de quatro pessoas e na prisão de outras três. A Polícia Civil informou nesta segunda-feira (25) que a ação era para prender suspeitos de assalto a bancos em Alagoas e que, embora os alvos estivessem em municípios alagoanos, eles moravam no Mato Grosso do Sul.

 

Foram presos:

 

  1. Everson Lara de Souza, 27;

 

  1. Jhonatan Souza dos Santos, 25 – conhecido como Maranhão;

 

  1. Raí Victor Amorim, 24 – conhecido como Boiadeiro.

 

Morreram:

 

  1. Hugo Fernando Pereira Lima;

 

  1. Júnior Pereira Macedo – conhecido como JM;

 

  1. Vanderson Caique Pereira da Luz;

 

  1. Jorlan

 

As prisões aconteceram em Maceió, em um operação coordenada pelo delegado Cayo Rodrigues. As mortes foram em Arapiraca, em ação coordenada pelos delegados Thiago Prado e Fábio Costa. A Polícia Civil informou que os agentes foram recebidos a tiros, e por isso houve uma troca de tiros que resultou nas mortes.

 

As investigações apontam que o grupo também era suspeito de assaltos em outros estados do país.

 

De acordo com o delegado Cayo Rodrigues, da Seção Especial de Roubo a Bancos (Serb), o grupo havia assaltado uma agência do Banco do Brasil no Tabuleiro em dezembro 2018 e também neste mês.

 

“Eles são especialistas em desativar os sistemas de segurança dos bancos e contam com especialistas em abrir os cofres. Na madrugada do sábado para o domingo, eles se dividiram entre Arapiraca e Maceió. Eles fariam um assalto simultâneo na agência do Santander, na área da orla de Maceió, e na agência dos Correios em Arapiraca”, explicou o delegado.

 

Para a polícia, é possível que os suspeitos tivessem recebendo suporte de alguém de Alagoas. “Desconfiamos que em Arapiraca existe alguém daqui do estado dando suporte e armamento. E temos a informação também que as ações são orquestradas e planejadas por presidiários do Mato Grosso. Estamos trabalhando para identificar”, disse Cayo Rodrigues.

 

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Reforma da previdência, você é a favor ou contra?

    Resultado da Enquete

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.