Ortopedista do HEA alerta para dores reais provocadas por atividades on-line

Por Redação | 17 de junho de 2021 às 7:00

Aline Silva (colaboração)

O período da pandemia por causa da Covid-19 trouxe para a rotina de muitas pessoas o uso da tecnologia para, por um lado, manter o distanciamento social, e por outro, aproximar estudantes e profissionais das tarefas diárias. A vida on-line, no mundo virtual, tem facilidades, mas, também, pode provocar dores reais.

O médico-ortopedista do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), Lucas Barros, faz o alerta para problemas que possam surgir na lombar e na coluna cervical de quem precisa estudar e trabalhar em casa. “Por causa da má posição corporal ou do posicionamento do celular ou do computador, o esforço contínuo pode provocar consequências como lombalgia ou cervicalgia. É preciso ter atenção para evitar estas dores”, disse o médico.

A dor na lombar que pode irradiar para membros inferiores ou as dores nas costas e na nuca reduzem o desempenho dos alunos ou dos profissionais nas atividades. O médico Lucas Barros então, faz uma pequena lista como forma de alerta para a população.

“O ambiente de estudo ou trabalho deve ter boa luminosidade para não forçar a cervical e evitar também forçar a visão; a coluna lombar deve estar apoiada na cadeira e, caso não tenha um encosto, um travesseiro, porque funciona bem e, outra recomendação, é alternar períodos de estudo e trabalho com alongamento, para que tenha um melhor desempenho e evitar lesões”, recomendou o médico.

Se você estava lendo este texto e foi percebendo que sua postura estava errada e já foi eliminando a possiblidade de dor, tenha certeza que poderá ler outros textos e assistir vídeos sem colocar em risco a saúde da sua lombar ou da coluna cervical.

Fonte: Agência Alagoas 

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2021 Todos os direitos reservados.