Paulo Afonso: CRM e instituições lutam pelo fim da violência contra a mulher

Por Redação com Ascom/ PMPA | 12 de agosto de 2019 às 1:00

Foto: Ascom/ PMPA

 

O Centro de Referência da Mulher (CRM) Eudócia Antunes de Assis, iniciou nesta sexta-feira (9), a campanha Agosto Lilás, pelo fim da violência contra o público feminino. Na feira livre, a equipe e usuárias do CRM, juntamente com policiais militares integrantes da Operação Ronda Maria da Penha, distribuíram panfletos e lacinhos lilás, símbolo da campanha que celebra os 13 anos de instituição da Lei Maria da Penha 11.340/06.

A coordenadora do CRM, Fabiana Pereira, adianta que as atividades se estendem até o final do mês de agosto e que a programação completa está sendo elaborada e será divulgada na próxima semana.

A subtenente Elisângela Souza, comandante da Operação Ronda Maria da Penha em Paulo Afonso, aponta o machismo como a causa principal da violência contra a mulher, mas, segundo ela, existem outros motivos que geram agressão física, psicológica ou patrimonial. A subtenente, que participou da atividade, explica que a função principal do programa é garantir o cumprimento de medidas protetivas expedidas pela Justiça.

“A Ronda Maria da Penha foi implantada em Paulo Afonso, em maio de 2016, para diminuir as estatísticas de violência contra as mulheres registradas no município. Sua função é auxiliar a rede de proteção, com foco nas vítimas de violência. Quando uma medida protetiva é expedida pela Justiça, cabe à nossa equipe fiscalizar o cumprimento dessa medida, e em caso de descumprimento é feita a prisão em flagrante. Em três anos de funcionamento da Ronda Maria da Penha, foram recebidas 551 medidas protetivas e, atualmente, entre a área urbana e rural, temos aproximadamente 200 casos acompanhados”, diz a policial.

O Centro de Referência da Mulher Eudócia Antunes de Assis é um programa da rede socioassistencial da Prefeitura de Paulo Afonso, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Localizado na Avenida Antonio Carlos Magalhães, S/N, Bairro BNH, seu objetivo é prevenir e enfrentar a violência contra a mulher, funcionando como porta de entrada especializada para atender a mulher em situação de risco na rede de atendimento. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (75)-3281-1828.

Em funcionamento desde 2010, o CRM tem um papel fundamental na garantia de políticas públicas de atendimento às mulheres em situação de violência. “É um serviço importante que exerce a função de articulador das instituições e serviços governamentais e não-governamentais que integram a Rede de Atenção à Mulher”, reforça Fabiana.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Como você avalia a gestão de Maristela Sena em Piranhas?

    Resultado da Enquete

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.