Polícia Civil abre inquérito para investigar crimes praticados por empresário preso contra secretária

Por | 6 de fevereiro de 2024 às 9:47

A Polícia Civil de Alagoas, por meio do 6º Distrito Policial (6º DP) da Capital, instaurou inquérito para investigar crimes cometidos por um empresário contra a secretária de Estado de Assistência Social, Kátia Born, e a companheira dela, a professora Mara Ribeiro, Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Uncisal.

O empresário, que é vizinho da secretária, foi preso, na noite desta quinta-feira (1º), por equipes da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit) e do Tático do Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), sendo autuado na Central de Flagrantes, pelo delegado plantonista Antônio Carlos Machado.

O inquérito foi instaurado pelo delegado Robervaldo Davino, titular do 6º DP, devendo o acusado responder por crimes de dano, ameaça, injúria e disparo de arma de fogo.

A prisão ocorreu, após a secretária denunciar que o empresário teria atirado contra o carro da companheira, que estava estacionado na garagem da casa, localizado no bairro de Guaxuma. A arma supostamente usada no crime foi apreendida.

Além do atentado, a secretária informou estar sofrendo uma série de ameaças e ataques homofóbicos nas redes sociais, provenientes do suspeito, desde de dezembro do ano passado. Outros políticos do Estado também já foram citados por ele, sempre em vídeos compartilhados nas redes sociais.

O empresário está sendo submetido, na manhã desta sexta-feira (2), a audiência de custódia, que definirá se ficará preso ou responderá pelos crimes cometidos em liberdade.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.