Prefeitura de Paulo Afonso assume 25% da gestão do HNAS desde o dia 1º de janeiro

Por Assessoria de Comunicação | 3 de janeiro de 2020 às 17:00

Foto: Divulgação

O processo de transição da gestão do Hospital Nair Alves de Souza foi iniciado nesta quarta-feira, 1º de janeiro. A partir dessa data, a Prefeitura de Paulo Afonso assumiu 25% das atividades da unidade, atualmente administrada pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf).

O secretário de Saúde, Ghiarone Garibalde explica o processo de transição e reafirma que, por determinação do prefeito Luiz de Deus, não haverá demissão de funcionários. “Nós iniciamos essa transição no dia 12 de dezembro, para que no início de 2020, o município assumisse sua parte do HNAS. Primeiramente entramos na coordenação organizando o fluxo administrativo. Depois, adentraremos no setor de recursos humanos, e reafirmamos que não haverá demissões. Foi uma determinação do prefeito Luiz de Deus para não causar danos aos funcionários e aos seus familiares”, garante o secretário.

Ghiarone adianta a retomada das cirurgias eletivas ortopédicas e afirma que os procedimentos considerados mais simples serão realizados no centro cirúrgico do HNAS. Os casos mais complexos serão encaminhados para outras unidades fora do município. Os custos com a ortopedia, de acordo com o secretário, vão contar com a contrapartida do Governo do Estado. 

“No dia 4 de janeiro serão retomadas as cirurgias ortopédicas. Já está tudo acertado e os pacientes que estão aguardando já foram chamados para passar pelo procedimento cirúrgico. Serão feitas todas as cirurgias que estão dentro das nossas condições técnicas, e as que não têm condições de serem feitas no HNAS serão reguladas para outros municípios”, disse.

A transição do Hospital Nair Alves de Souza faz parte de um acordo realizado por vários órgãos, que inclui entes da esfera municipal, estadual e Federal.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.