Presidente de time nordestino confirma negociação com goleiro Bruno

Por TNH1 | 4 de janeiro de 2020 às 12:00

Foto: Redes Sociais

O Fluminense de Feira de Santana busca contratar o goleiro Bruno para a disputa do Campeonato Baiano. Quem confirma a negociação é o próprio presidente do Touro do Sertão, o deputado estadual Pastor Tom (PSL).

O camisa 1 está preso desde 2010 pelo assassinato de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, que hoje vive com a avó, mas vem cumprindo pena no regime semiaberto em Varginha (MG). Lá, chegou a defender o Boa Esporte por cinco partidas, em 2017.

Antes do crime, se destacou pelo Atlético Mineiro e teve uma rápida passagem pelo Corinthians, sem sequer entrar em campo, até que chegou ao Flamengo, pelo qual conquistou o tricampeonato carioca, entre 2007 e 2009 e o Brasileirão de 2009.

No final de 2019, chegou a acertar com o Poços de Caldas-MG, mas não participou de partidas oficiais. Depois, esteve bem próximo de assinar com o Barbalha-CE. Nos últimos dias, o Ceilandense manifestou interesse no arqueiro.

“Estamos conversando. A sociedade fala tanto em recuperar as pessoas que um dia cometeram um crime. Eu não vejo dificuldade nenhuma. Temos que amar o próximo. Todo mundo sabe que ele ficou preso por nove anos. Vejo que as penitenciárias da Bahia fazem tudo para recuperar um preso e entregá-lo para a sociedade. Ele pagou pelo que foi preso, ficou nove anos e não vejo nada demais”, destacou o mandatário em entrevista ao Bahia Notícias.

“Vai ficar julgando o cara o tempo todo? Ele ficou preso por nove anos e vamos ficar nessa de portas fechadas? É um grande profissional. Se envolveu num problema aí, mas já foi solto pela Justiça, ele não é foragido da Justiça. Temos que ter amor nesse momento também. Queremos que ele responda dentro de campo. Respondeu dentro de campo, já era, já foi”, completou.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.