Professor Edvaldo Nascimento toma posse no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL)

A cadeira ocupada por Edvaldo tem como patrono Olímpio Eusébio de Rochela Galvão e sua posse contou com a com a presença da diretoria, membros do instituto e convidados.

Por Veruscka Alcântara | 1 de novembro de 2018 às 16:33

 

A cadeira de número 22 do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL) recebeu um novo membro na manhã do dia 31 de outubro – o professor e pesquisador Edvaldo Francisco do Nascimento. Edvaldo tomou posse na instituição em solenidade que contou com a presença da diretoria, membros do instituto e convidados.

 

A posse foi conduzida pelo presidente Jayme Lustosa de Altavila, pelo secretário perpétuo Luiz Nogueira, e pelo secretário ad hoc Ronaldo Andrade, onde foi lida a ata e os motivos que fizeram Edvaldo se tornar um membro da instituição. O professor ocupa a cadeira do patrono Olímpio Eusébio de Rochela Galvão.

 

De acordo com Presidente Jayme de Altavila, a constante presença de Edvaldo no IHGAL para realizar pesquisas sobre Delmiro Gouveia e temas relacionados ao sertão do Nordeste, e toda produção de livros e artigos organizados por ele, o tornou apto a concorrer a uma cadeira. “É uma satisfação para nós a entrada de Edvaldo porque este homem foi um pesquisador assíduo no instituto, há vários e vários anos, e eu sou testemunha disso. Pesquisou em todos os setores e nada mais justo do que uma pessoa que é pesquisador, autor de vários livros e trabalhos sobre a região do Sertão Alagoano, estivesse aqui no instituto histórico. Vai trabalhar para o engrandecimento da história do nosso Estado e do Delmiro Gouveia, que merece todo nosso respeito e consideração pelo trabalho empreendedor que ele fez em Alagoas”, ressaltou o presidente.

 

O secretário de Estado da Comunicação, Ênio Lins, que também é membro do instituto, fez a apresentação do novo sócio e falou da importância da presença de Edvaldo nos quadros da casa. Ele realizou uma breve apresentação sobre o professor e ressaltou ainda o seu trabalho como pesquisador de temas relacionados ao sertão. “O IHGAL vai completar 150 anos e essa renovação é muito importante, porque passa a ter em seu quadro um pesquisador legítimo representando o Sertão de Alagoas. Edvaldo é uma dessas pessoas que contribui para a história de Alagoas, suas pesquisas têm como objetivo, especialmente, a evolução da educação. Ele age em busca das raízes e se não fosse a presença de um Edvaldo, diversos patrimônios que fazem parte da história, a exemplo do maquinário de Angiquinho, a segunda hidrelétrica construída no país, teria desaparecido. Seja muito bem vido, Edvaldo”, falou Ênio.

 

Em seu discurso, Edvaldo agradeceu aos membros da casa pelo reconhecimento ao seu trabalho de pesquisa. “Aqui está um matuto do sertão do São Francisco e estou muito feliz porque a minha pesquisa sensibilizou os membros desta Casa e, por esse reconhecimento, recebam minha gratidão. O IHGAL é uma importante instituição, tem sido guardiã da nossa cultura, aqui estão preservados importantes acervos da nossa história, a exemplo da coleção do Correio da Pedra, um jornal que circulou há 100 anos na região do Sertão e que teve o seu lançamento no dia 5 de junho neste instituto. Sinto-me bastante honrado em ocupar uma cadeira. Muito obrigado a todos”, disse Edvaldo.

 

Ele relembrou ainda o pesquisador delmirense Davi Bandeira, que partiu precocemente, mas foi também um dos representantes na busca pela preservação da história do Sertão. “Davi foi um grande pesquisador e, mesmo muito jovem, apresentou um material de muita qualidade e dedicação”, disse, apresentando aos presentes a sua mãe, Severina Bandeira, que foi professora na cidade de Água Branca e Delmiro Gouveia. Edvaldo fez ainda uma palestra “Delmiro Gouveia e Processos Civilizatórios desenvolvidos no sertão de Alagoas”. Edvaldo Nascimento finalizou agradecendo aos funcionários do instituto pelo trabalho abnegado que realizam e homenageou as memórias de Élcio Verçosa, Estevão Oliveira, Zito Menezes e Antônio Leal Rocha.

 

Ao final, o ex-padre João Ribeiro de Lemos e os membros do instituto Geraldo Dantas e José Roberto, fizeram pronunciamentos sobre a posse de Edvaldo, ressaltando sua pesquisa e dedicação em levar adiante a história e memória de Delmiro Gouveia.

 

Estiveram presentes à solenidade o Superintendente do SEBRAE em Alagoas, Marcos Vieira; o Desembargador Antônio Sapucaia; o Vice-reitor da UFAL, José Vieira Cruz; o Procurador Diógenes Tenório; o escritor Arnaldo Paiva; o Deputado Ronaldo Medeiros; a Secretária Adjunta da Cultura Rosena Rodrigues; o ator Paulo Poeta; a professora Alba Correia; o publicitário Jair Rogério; o professor Radjalma Cavalcante; o representante da Imprensa Oficial Jarbas Ricardo, entre outros convidados.

 

De Delmiro Gouveia estiveram presentes o diretor da Rádio Angiquinho Giuliano Ribeiro; o radialista da Rádio Delmiro, Cláudio Márcio; o vice-prefeito Gabriel Varjão; o presidente do CDL, Jailson Santana; o professor Fernando; a professora Tatiana Vanessa, Erivelton Nascimento, entre outros.

 

O Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL) é uma organização da sociedade civildedicada ao estudo e a pesquisanos diversos campos da história, da geografia e das ciências sociais. Localiza-se no centro de Maceió, em um edifício tombado pelo patrimônio estadual. Foi fundado em 2 de dezembro de 1869, sendo a terceira mais antiga instituição em seu gênero no Brasil.

 

O Instituto abriga o mais representativo acervo iconográficoe documental sobre a história de Alagoas, além de conjuntos de interesse arqueológico eetnográfico, obras de arte,hemeroteca, iconográfico,biblioteca e arquivo. Mantém oMuseu do Instituto Histórico e Geográfico, onde parte do acervo se encontra exposto permanentemente. Promove colóquios, cursos e seminários e realiza apresentações musicais regularmente.




Deixe aqui seu Comentário

prefeitura delmiro
ENQUETE
  • Para você como foi o ano de 2018?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar89 © 2014 - 2017 Todos os direitos reservados.