Questionado sobre corrupção, Padre Eraldo foge de entrevista e é chamado de destemperado

Por Por Berg Morais - arapiraca.7segundos.com.br | 22 de outubro de 2020 às 23:13

 

Prefeito de Delmiro Gouveia, Padre Eraldo (Foto: Google)

A sabatina da rádio Angiquinho FM com o prefeito e candidato a reeleição em Delmiro Gouveia, Padre Eraldo (PSD), terminou em bate-boca com o apresentador do programa Radar, Ozildo Alves. A fato aconteceu na tarde desta quinta-feira (23). O gestor chegou a ser classificado como “destemperado”.

Ao ser questionado sobre um processo em que é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de ser o chefe de uma organização criminosa que desviou recursos milionários da Prefeitura, Padre Eraldo desligou a chamada telefônica sem sequer se despedir dos ouvintes e profissionais da comunicação que atuavam na ocasião.

A entrevista começou em tom amistoso entre os participantes. Padre Eraldo chegou a revelar, entre outros assuntos, que pensou em não disputar a reeleição e, após avaliar a contribuição que deu a região, decidiu colocar seu nome a disposição da população delmirense novamente.

No entanto, quando o radialista Ozildo Alves leu um trecho de um processo em que o gestor é denunciado por uma série de crimes contra a administração pública, o clima esquentou. “Seu governo foi marcado pela corrupção. Uma série de denúncias chegaram à Câmara Municipal. O senhor foi taxado de chefe de uma organização criminosa muito forte”, afirmou o comunicador e leu um trecho da denúncia do MPE contra Padre Eraldo.

A partir desse momento, entrevistador e entrevistado passaram a falar ao mesmo tempo e discutir sobre os interesses por detrás do questionamento. Padre Eraldo se negou a comentar sobre a denúncia apresentada e insinuou que o apresentador tinha interesses pelo fato de a rádio pertencer a um grupo político do município.

“Essa pergunta não era pra ser feita por que o processo não foi julgado… Se você me colocou na rádio, que é uma rádio do Cacau da Barragem pra falar de um processo que não foi julgado. Uma denúncia de terceiros. Estou candidato porque não fui e não tenho condenação”, rebateu o candidato.

Ozildo Alves levantou o fato de o momento ser adequado para que Padre Eraldo se posicionasse a respeito do assunto que, até o momento, não foi esclarecido por parte da prefeitura. Mesmo assim, o prefeito negou as acusações e provocou uma nova reação do apresentador. “Candidato, quem falou que o senhor é ladrão foi o Dr Alfredo Gaspar de Mendonça Neto”, disparou.

Neste momento, o candidato desligou a ligação telefônica, encerrando a sabatina. “Completamente destemperado, fora do controle. Tentei de todas as formas, pedindo apenas para ele responder um questionamento que todo mundo queria ouvir. Saber dele o motivo de ter sido denunciado pelo Ministério Público, sendo apontado como chefe de uma organização criminosa que teria supostamente desviado R$ 27 milhões de recursos públicos”.

Por fim, Ozildo Alves informou que a produção do programa entrou em contato com a assessoria do candidato, mas foi comunicado que Padre Eraldo abdicou de sua participação na sabatina.

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.