Vereadores recebem denúncias de irregularidades contra o prefeito de Pariconha

O assunto foi destaque durante sessão extraordinária desta segunda feira (28). Prefeito classificou atitude do presidente da câmara como “lamentável”.

Por Ítallo Timóteo e Edson Alves | 29 de dezembro de 2015 às 6:41

14075235851887-464x270Mesmo com o recesso de fim de ano, os vereadores da Câmara de Pariconha entraram em plenário numa sessão extraordinária na noite desta segunda feira (28). Dentre os assuntos na pauta, o projeto de lei que reduz a iluminação pública foi aprovado em 1º e 2º votação. Os demais projetos não foram votados por que segundo regimento da casa não tinha 2/3 do vereadores presentes, ou seja, apenas compareceram seis vereadores.

 

Ainda na sessão, os edis receberam dois requerimentos de denúncia contra as ações irregulares do prefeito Fabiano Ribeiro (PP) no município para a abertura de uma CPI.

 

Dentre as denúncias:

 

Improbidade administrativa;

 

Não atender as solicitações de documentos da câmara;

 

Lei diferente do aprovado pela cada;

 

Não repassar o duodécimo da câmara conforme a lei;

 

Prejudicar os andamentos do poder legislativo, dentre outros.

 

 

Em conversa com a reportagem do portal Radar 89, o presidente da casa, José Flávio dos Santos (Flávio da Aprojuba/PT) disse que recebeu as denúncias e que novas irregularidades poderão surgir a qualquer momento.

 

Flávio e mais os vereadores: Gilvaneide, Paula, Irineu e Valmir farão uma coletiva nesta terça feira (29) para explicar com detalhes os motivos dessas denúncias.

 

Nossa reportagem conversou com o prefeito Fabiano Ribeiro, e ele classificou a atitude do presidente da câmara como “lamentável”. Segundo Ribeiro, houveu ma reunião entre ele e os vereadores e um representante da empresa de contabilidade que presta serviços a prefeitura e explicou a situação, ainda segundo o prefeito, o presidente teria aumentado os salários dos assessores e outros funcionários da casa legislativa, na época, Fabiano teria alertado Flávio da Aprojuba sobre os aumentos salariais. “Eu expliquei a ele a devida realidade e disse que se isso acontecesse ele iria ter dificuldade até para pagar os vereadores, porém ele ainda se queixou, mas afirmei que só repassaria o valor pedido, se alguma notificação oficial do Tribunal de Contas (TC) liberasse, pois só assim estaria respaldado”. Frisou o prefeito da cidade.

 

Provavelmente o presidente da Câmara de Vereadores de Pariconha conceda entrevista ao programa Radar 89 na Rádio Delmiro FM, o prefeito também deve participar para esclarecer o caso.

 

 

Atualizada às 7h32

Deixe aqui seu Comentário

ENQUETE
  • Você está tomando os cuidados necessários para o coronavírus?

    Carregando ... Carregando ...
  • INSTAGRAM
    Radar notícias © 2014 - 2020 Todos os direitos reservados.