Viúva de Marielle, Monica Benício denuncia ameaça: “Estupro corretivo”

Por | 23 de agosto de 2023 às 9:31

A vereadora Monica Benício (PSol-RJ), viúva de Marielle Franco, registrou nesta terça-feira (22) uma queixa-crime após receber uma ameaça de “estupro corretivo”, caso ela, assumidamente homossexual, não mude sua orientação sexual.

A vereadora Monica Benício (PSol-RJ), viúva de Marielle Franco, registrou nesta terça-feira (22) uma queixa-crime após receber uma ameaça de “estupro corretivo”, caso ela, assumidamente homossexual, não mude sua orientação sexual.

Ela diz que foi chamada de “aberração” pelo agressor. Segundo a vereadora, a ameaça foi feita por e-mail e já existe um suspeito do crime. Monica explicou que essa realidade tem sido a de muitas lésbicas.

“Estupro corretivo é infelizmente uma realidade para nós mulheres lésbicas, que é numa sociedade que acha que o corpo da mulher deve ser exclusivamente posse de um homem, quando isso foge a essa norma, isso é tido como uma aberração”, disse à Agência Brasil.

No Rio de Janeiro, a vereadora apresentou o caso na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). Ela usou as redes sociais para protestar contra o ataque recebido.

“Uma das maiores violências que poderia receber, justamente no mês da visibilidade lésbica. É nojento demais, cansativo demais. Amanhã irei prestar queixa, e vou seguir defendendo os direitos de mulheres e de pessoas LGBTs. Não serei calada por nenhum terrorista incel e covarde”, disse a parlamentar em sua conta no X (antigo Twitter).

A vereadora foi eleita em 2020, pelo PSol. Ela foi a 11ª parlamentar mais votada no Rio, com quase 23 mil votos.

Viúva da vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, Monica faz parte do Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, após receber ameaças no decorrer das investigações do assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.