Aedes aegypti: Governo de Alagoas decreta situação de emergência

Por TNH1 | 11 de dezembro de 2015 às 7:11

a561b8a75fa868b4b5a1fc02f5a797423c36d0a4O governador Renan Filho confirma a decretação de situação de emergência em Alagoas para facilitar o combate ao mosquito Aedes aegypti, principal transmissor do vírus da dengue, febre chikungunya e zika Vírus, o último causador de casos de microcefalia. A publicação em Diário Oficial do Estado está confirmada para a edição desta sexta-feira, 11.

 

O decreto, segundo Renan Filho, vai facilitar os municípios a combater o mosquito e permitir ao Estado promover contratação de pessoas para barrar o avanço destas doenças provocadas pelo Aedes aegypti.

 

O governador conclama a imprensa para informar o cidadão alagoano a respeito dos riscos das doenças, como também as maneiras de se livrar das larvas do mosquito, não permitindo o acúmulo de água parada, em hipótese alguma.

 

“É muito importante que todos possam divulgar, sobretudo nas cidades com mais riscos de desenvolver as doenças e serem infectadas pelo zika vírus, dengue e chikungunya. Nós vamos colocar carros de som nas ruas, informas as mães, informar as famílias, por que é a informação é a principal forma dela se precaver, pois ela combate o foco na sua casa. Combatendo o foco na sua casa, vai melhorar a rua, a cidade e por consequência, o Estado”, justificou Renan Filho.

 

Apesar de Alagoas ainda dispor de um número de casos menor do que os demais estados nordestinos, crescem todos os dias casos suspeitos. Renan Filho não descarta a convocação do Exército Brasileiro para robustecer fileiras contra os focos de proliferação. “É um estágio além, assim como ocorreu em outros estados”, salientou o governador. Veja matéria completa no TNH1

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.