Agentes da Segurança Pública e fiscalização podem disputar cargos de prefeito em 2020

Por Redação - Radar Notícias | 25 de setembro de 2019 às 9:30

Foto: Montagem

Faltando pouco mais de um ano para as eleições que vão eleger prefeitos e vereadores em todo o Brasil, nomes de pré-candidatos começam a ser ventilados. E tendo em vista a vitória do presidente Jair Bolsonaro, nas eleições do ano passado, agentes da Segurança Pública e fiscalização, em Alagoas, podem disputar a cadeira do poder Executivo.

Um exemplo disso é o procurador-geral do Ministério Público Estadual (MPE/AL), Alfredo Gaspar, que ainda não se filiou a nenhum partido,  mas que de acordo com as informações, pretende disputar a prefeitura da capital de Alagoas.

Em Delmiro Gouveia, existe uma especulação que o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti deva sair como candidato ao cargo do Executivo. Oficialmente, a informação não foi confirmada por nenhum dos dois.

Eles prestam um trabalho digno de aplausos através da sociedade. Porém, o que eles precisam levar em consideração, no momento, é se esse prestígio que os mesmos conquistaram nas funções desempenhadas no estado, devem ser levados para o campo da política e, dessa forma, eles migrem para essa vertente.

Alfredo Gaspar, se candidato for e contar com o apoio do governador Renan Filho e do senador Renan Calheiros, terá pela frente uma árdua missão – afastar o fantasma dos ‘Renans’ que não conseguem eleger o candidato apoiado por eles para o cargo do Executivo em Maceió.

E por falar nela, uma pesquisa realizada recentemente, aponta que, no cenário atual, o deputado federal João Henrique Caldas, conhecido como JHC (PSB), lidera as pesquisas de intenção de votos.

A pesquisa do Instituto Falpe, divulgada pelo blog do Edivaldo Júnior, foi realizada em Maceió (zona urbana) entre os dias 22 e 24 de agosto de 2019, com 1. 200 Entrevistas. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%

O Sistema de coleta foi entrevista domiciliar em 08 regiões (50 localidades) com peso baseado em dados oficiais de IBGE.

Na questão espontânea o nível de decisão do eleitor ainda é muito baixo. De acordo com o levantamento, 90,5% dos eleitores não opinaram.

Entre os que opinaram, o deputado federal João Henrique Caldas (PSB) teve 2,75%, seguido do de Alfredo Gaspar de Mendonça (sem partido), com 1,75%, do deputado estadual Davi Davino Filho (PP) e do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), cada um com 1,25%.

Na questão estimulada, JHC aparece em primeiro, com 17%, seguido de Davi Filho com 15,5%, Lessa com 9,5% e Alfredo Gaspar com 8%.

Em Delmiro, nenhuma pesquisa de intenção de voto foi realizada ainda. Porém, nas redes sociais, várias enquetes estão sendo realizadas e, inclusive, pessoas induzem amigos para votar em quem eles acham que devem disputar o cargo do Executivo. Os próximos meses são essenciais para definir quem de fato vai correr para ‘briga’. Para o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti resta dois caminhos – a certeza e a esperança. A resposta, o tempo irá dizer.

 

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.