Agricultura estreita parceria com a Ufal em visita a Campus de Delmiro Gouveia

Por Redação - Radar 89 | 18 de março de 2015 às 1:13

foto5Com seis cursos funcionando e mais de 1.500 alunos matriculados, o campus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) no município de Delmiro Gouveia vem preparando os profissionais que, em pouco tempo, estarão atuando nos principais empreendimentos agropecuários do Estado e, especialmente, nas áreas beneficiadas pelo Canal do Sertão. Tendo em vista a importância da parceria entre governo do Estado a Ufal, o secretário de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, acompanhado do reitor Eurico Lôbo conheceu as instalações do Campus Delmiro.

 

Ciente da importância estratégica da universidade para o desenvolvimento do Estado Álvaro Vasconcelos destacou a parceria. “Estamos nos aproximando cada vez mais da Ufal para que Alagoas possa contar com esse centro de excelência, de seus laboratórios e seu corpo técnico, em benefício da agricultura e da pecuária”, disse Vasconcelos.

 

Um dos pontos debatidos durante a visita foi a instalação, no Campus Delmiro, de um sistema de captação de água da chuva para reaproveitamento pela unidade. Um estudo deverá ser feito por técnicos do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) para definição da técnica de captação mais adequada dentre as desenvolvidas pelo Centro Xingó de Convivência com o Semiárido, em Piranhas.

 

O secretário Álvaro Vasconcelos ouviu ainda o pleito do diretor-geral do Campus, professor Agnaldo dos Santos, sobre a doação, para a Ufal, de equipamentos dos laboratórios de geologia e análise de solos utilizados hoje pelas construtoras que trabalham no Canal do Sertão. De acordo com o secretário, a solicitação será formalizada após o término da obra, mas já existe um consenso entre os órgãos governamentais envolvidos no sentido de que esses equipamentos sejam encaminhados à Ufal.

 

Segundo o reitor Eurico Lôbo, o Campus Delmiro fez parte do projeto de interiorização da Ufal e, em pouco tempo, os impactos de sua instalação serão sentidos em vários aspectos da vida do sertanejo. “Em breve, esses futuros profissionais estarão em campo, trabalhando e transmitindo os conhecimentos adquiridos aqui. Essa será a primeira geração de alunos formados no Sertão e, com certeza, virão outras”, comemorou o reitor.

Deixe aqui seu Comentário

Radar notícias © 2014 - 2024 Todos os direitos reservados.